ENTRAR NA PLATAFORMA
Demarcação de terras e impactos na cultura indígena

Demarcação de terras e impactos na cultura indígena.


"O importante não é viver, mas viver bem." Segundo Platão, a qualidade da vida tem tamanha importância de modo que ultrapasse a da própria existência. Entretanto, no Brasil, essa não tem sido a realidade dos povos indígenas. Com isso, ao invés de agir para tentar aproximar a realidade descrita por Platão vivenciada pelos indivíduos, a impunidade presente na desvalorização da cultura e a falta de empatia aumenta ademais no impasse.


Mormente, destaca-se a impunidade como impulsionadora do problema. Nessa perspectiva, a máxima de Martin Luther King de que "a injustiça num lugar qualquer é uma ameaça à justiça em todo lugar" cabe perfeitamente. Desse modo, tem-se como consequência a generalização da injustiça e a prevalência do sentimento de insegurança coletiva no que tange a demarcação dos índios.


Além disso, o conflito entre os agronegócios e as terras indígenas encontra terra fértil na falta de empatia. Na obra "Modernidade Líquida", Zygmunt Bauman defende que a pós-modernidade é fortemente influenciada pelo individualismo. Em virtude disso, há, como efeito a falta de empatia, pois, para se colocar no lugar do outro é preciso deixar de olhar apenas para si. Essa liquidez influi sobre a questão das invasões por parte das indústrias como um forte empecilho para sua resolução, visto que, de modo geral visam apenas lucro e produção em massa e não preocupam com o bem-estar do índio a qual é assegurado pela FUNAI.


Desse modo, é urgente a reversibilidade do cenário em questão. Dessa maneira, urge a necessidade do Governo Federal de adequar multas mais severas nas demarcações, por meio de fiscalizações da FUNAI nas terras dos agricultores que não cumprirem às limitações estabelecidas. Ademais, a Organização das Nações Unidas deve promover, também propagandas evidenciando a valorização da cultura indígena, a nível global. Somente assim o homem entenderá que todos são iguais perante a Constituição, pois, como constatou Hanna Arendt "a pluralidade é a lei da terra".

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde