O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Crise penitenciária no Brasil

No Brasil, o início do ano de 2017 foi marcado pelas intensas rebeliões que ocorreram nos presídios, especialmente das regiões norte e nordeste. Essas revoltas tiveram como consequência a morte de diversos presos, além da depredação de partes das cadeias. Dessa forma, constata-se a grave crise penitenciária enfrentada pelo país, que precisa tomar medidas prementes para reverter a situação. Afinal, a intenção da reclusão é ressocializar o detento e não apenas puni-lo.
Muitos são os motivos pelos quais as pessoas são detidas no Brasil, entretanto, segundo o Ministério da Justiça, o tráfico de drogas, roubo e furto são os principais responsáveis por fazer do país a quarta maior população carcerária do planeta. Sendo assim, a superlotação é o maior problema existente, pois facilita a disseminação de doenças, dificulta o trabalho dos agentes penitenciários e ainda, gera o descontentamento do preso.
Visando a frase do filósofo Immanuel Kant, o homem é aquilo que a educação faz dele, contudo, nas penitenciárias do Brasil, são poucas as chances para o detento estudar. O mesmo ocorre com o trabalho dentro da cadeia, que é opcional. À vista disso, a grande maioria dos indivíduos passam seus dias sem exercer atividades socioeducativas e, dessa maneira, possuem tempo para comandar crimes e facções de dentro da própria prisão.
Há ainda o preconceito por parte de uma parcela da população, cujas ideias defendem que "bandido bom, é bandido morto". Desse modo, o cidadão recém-solto tem grandes dificuldades para trabalhar e restabelecer sua vida. Por consequência, na grande maioria dos casos, acabam cometendo novos crimes e retornando ao cárcere.
Portanto, medidas devem ser tomadas para resolver esses impasses. Inicialmente, o governo - mais precisamente o MEC - deve investir na prevenção ao crime, pois, como cita Pitágoras, educando as crianças, não será preciso castigar os homens. Já a questão da superlotação pode ser resolvida pelo governo com a construção de novos presídios e também, acelerando os julgamentos, visto que boa parte das pessoas presas ainda o aguardam. Dentro das cadeias, o Departamento Penitenciário deve agir, tornando o trabalho e o estudo obrigatórios. É interessante também que os detentos tenham oficinas de artes e ainda, que tenham a chance de praticar esportes. Por fim, é extremamente necessário que os indivíduos tenham acompanhamento psicológico, pois o motivo de muitos crimes pode estar em traumas sofridos.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!