O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Crise penitenciária no Brasil

Em ''carcereiros'', Drauzio Varella relata muitas deteriorações que o presídio Carandiru tinha, e as poucas condições de trabalhos que os funcionários daquele local contiam. Então, salienta-se que essa é uma realidade em vários presídios brasileiros. Portanto, tanto essas falhas podem levar à catástrofes antrópicas, como são frutos de uma má organização governamental.
Os presídios brasileiros passam por uma superpopulação, o que resulta em os presos às vezes se rebelarem, causando mortes e fugas em massas. Assim aconteceu em Manaus e Roraima no de 2016, além da rebelião dos presos que ocorreu em Rio Branco (AC), episódios esses que deixaram mortes e feridos, nos quais são resultados de presídios ''inchados'', no brasil há 622 mil presos, sendo que tem apenas 371 mil vagas, segundo o Ministério da Justiça.
Outrossim, há alguns fatores que o Estado ignora, impedindo o problema ser resolvido. Por exemplo, a pouca grade de agentes peniteciários, que é desproporcional à quantidade de presos, e também a ineficácia da educação brasileira, países onde a educação é melhor, há uma menor população carcerária, como Estado Unidos, Japão, Coreia do Sul, entre outros. Portanto, fica nítido não só esses obstáculos, mas outros em decorrência,
Levando em conta tais impasses e seus trágicos resultados, medidas têm que serem tomadas para reverter o quadro. Desse modo, cabe ao MEC atuar nas bases escolares, pois embora haja programas de conscientização como o Proerd, não são o suficiente, logo, deve-se criar o Proep (Programa de Educação dos Pais), o qual será palestras para os pais, pois às vezes os pais ensinam as crianças de um modo e a escola doutro, assim não haverá essa dualidade nas crianças, e o Governo Estadual deve criar mais concursos públicos para agente peniteciários, desse forma, haverá uma maior qualidade carcerári e de justiça no Brasil.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!