O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Crise penitenciária no Brasil

Superlotação, fome, sede, rebeliões, etc, principais notícias a respeito dos presídios no Brasil, que têm esses problemas aumentando cada vez mais. A situação esta tão crítica que até a ONU está pedindo medidas para impedir que ocorram mais mortes em cadeias, como ocorreu em Roraima, na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo. Neste âmbito, nota-se que poucas ações vêm sendo feitas para melhorar a situação.
De início, vale enfatizar que a educação é sempre o melhor caminho para o fim da violência. Apesar de vários programas que visam o fim da miséria e pobreza no Brasil, como a ?Bolsa Família", "bolsa alimentação", etc, tal situação está longe de ocorrer, e, por tal motivo, muitos jovens deixam de frequentar a escola para trabalhar e ajudar a sustentar a família. Em muitos casos, tais jovens vêem que o seu esforço não é suficiente e procuram a saída na criminalidade, o que leva a mais um ser humano marginalizado e excluído da sociedade.
Além disso, as cadeias brasileiras tornaram-se verdadeiros antros que não ajudam a ressocializar o preso. De acordo com a BBC, já há no Brasil uma superlotação em número de 271 mil presos, um valor absurdo para um país grande como o Brasil, segundo o impostômetro, só em 2016 o Estado Brasileiro arrecadou dois trilhões de reais, valor suficiente para acabar com tal problema em meses. Nota-se que não falta verba para reparar tal situação faltam políticas públicas.
Evidencia-se, portanto à necessidade urgente da resolução deste problema. Cabe a sociedade cobrar de seus governantes ações que visem diminuir à superlotação, por meio de manifestações públicas e abaixo-assinados. O Estado deve investir em obras públicas, por meio de programas de incentivo ao desenvolvimento em áreas pobres, para aumentar o número de empregos melhorando a renda de famílias e, assim, possibilitando aos jovens frequentar a escola. Os governos estaduais, através de impostos estaduais, devem financiar a construção de mais prisões visando solucionar as cadeias superlotadas. Assim, em pouco tempo iremos resolver o pedido da ONU.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!