O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Crise hídrica no Brasil

   


      A entropia, área da termodinâmica, mensura o grau de desordem em um sistema. Fora das ciências da natureza, no que concerne à conjuntura da possibilidade de um grave desequilíbrio da disponibilidade de água, percebe-se a configuração de um problema entrópico pela negligência jurídica, bem como pela ignorância humana. Nesse contexto, torna-se necessário o debate acerca da crise hídrica no Brasil.


      A princípio, é imperioso destacar que, em função da inexistência de uma rígida jurisdição ambiental, os mananciais de água doce disponíveis são poluídos indiscriminadamente. A respeito disso, evidencia-se que a Constituição Federal de 1988 é a lei básica brasileira que busca garantir a integridade dos seres vivos e do ambiente em que estão inseridos. No entanto, essa legislação não tem sido suficiente para frear a desordem da violência ambiental praticada pelos cidadãos brasileiros contra os rios do território, por conseguinte a crise hídrica é acentuada drasticamente. Desse modo, a legislação enfraquecida dificulta a resolução do problema. 


      Além disso, é relevante ressaltar a interferência do desmatamento de florestas primárias no regime de chuvas. Sob essa ótica, cita-se a influência direta da floresta amazônica nas precipitações das regiões brasileiras com a sua enorme taxa de evapotranspiração. No entanto, observa-se que o agronegócio elevou a taxa de desmatamento e queimadas no contexto atual, consequentemente as taxas de chuvas diminuíram consideravelmente no Brasil. Por isso, 15 das 27 Unidades da Federação do país tiveram reduzida a disponibilidade diária de água, segundo pesquisa do IBGE. Dessa forma, é necessário a conscientização ambiental para diminuir os danos na questão hídrica do país. 


        É evidente, portanto, que são necessárias medidas para amenizar o contexto do desequilíbrio de água no Brasil. Para a implementação de uma jurisdição ambienta rígida, o Poder Legislativo, através do seu poder em criar leis , crie emendas ambientalistas rigorosas, a fim de impedir o dano ambiental pelo medo jurídico. Outrossim, é vital que o Ministério do Meio ambiente denuncie os focos de desmatamento e queimadas nos principais meios midiáticos do país, com o objetivo de punir os culpados e diminuir as consequências dos abastecimentos nas unidades de água. Somente assim, a crise hídrica não será um problema entrópico no Brasil. 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!