O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Crise hídrica no Brasil

Em sua alegoria “Ensaio sobre a cegueira”, José Saramago retrata uma sociedade que se tornou cega. Entretanto, em diversos trechos, ele demonstra que os indivíduos já apresentavam essa condição por negligenciarem os males aos seus arredores. Nesse sentido, a crise hídrica no Brasil, causada principalmente pela defasagem de políticas públicas e pela banalização desse cenário, encaixa-se perfeitamente com a obra, na medida em que os impactos negativos dessa realidade são constantemente negligenciados por parte do corpo social. Com efeito, um diálogo entre o Estado e a sociedade, sobre os caminhos para se combater esse problema, é medida que se impõe.

Convém ressaltar, a princípio, que a distribuição de água no Brasil sempre ocorreu de maneira desigual. Os estados localizados no litoral, além de deterem um desenvolvimento econômico superior, são os mais beneficiados na disponibilidade hídrica. Pode-se relacionar essa premissa ao conceito de “Banalidade do mal”, trazido pela socióloga Hannah Arendt: quando uma conduta degradante faz-se constante, as pessoas param de vê-la como errada. A exemplo disso, tem-se o fato de que esses mesmos estados são responsáveis pela maior parte da poluição de rios e afluentes.

Ademais, é importante destacar o papel contribuinte das empresas de tratamento e distribuição de água, que estão apenas interessadas no processo de produção da água, e pouco se interessam pela visão geral: a conservação das bacias hídricas e lençóis freáticos e diminuição da erosão entorno de rios e reservatórios. Esse fato está relacionado ao conceito de “violência subjetiva” proposta pelo sociólogo Slavoj Zizek, em que a coerção invisível é sutil e engendrada pelo próprio sistema das relações vigentes.

Infere-se, portanto, que medidas são necessárias para a mitigação dessa adversidade. Cabe ao governo e às empresas de tratamento e distribuição de água garantir uma maior igualdade na divisão dos recursos hídricos entre as regiões do país através da elaboração e aplicação de projetos de lei, além de elaborar campanhas a fim de conscientizar a sociedade acerca da redução no consumo de água desnecessário. Dessa forma, a cegueira social proposta por Saramago, não sairá do papel, e os males da sociedade serão combatidos por sua visibilidade.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!