O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Criptomoedas e impactos na economia

O filme “A Grande Aposta” mostra a história de um homem que ao perceber as vantagens no mundo da economia contrária às perspectivas e investe em ações antes negligenciadas, garantindo seu sucesso. Saindo da cinematografia, a realidade não destoa dessa perspectiva, uma vez que a economia sofre constantes modificações, como as criptomoedas que antes desvalorizadas, hodiernamente, geram grande impacto econômico mundialmente. Desse modo cabe uma análise acerca dos fatores que respaldam a problemática, seja a perda de autonomia do estado, seja a utilização para a ilegalidade.



De início à criação de criptomoedas foi possibilitada pela tecnologia blockchain, a qual possui uma forte criptografia, dessa forma diferentes das moedas tradicionais, não são controladas pelo Banco Central. À vista disso,o governo fica impedido de emitir, valorizar e até bloquear o dinheiro da população, como atuou o presidente do Brasil - Fernando Collor de Mello - em 1990, quando confiscou o saldo dos brasileiros, com o objetivo de controlar a inflação. Dessarte comprova- e que a perda de autonomia dos governos promove impasses, dado que a volatilidade dessa moeda pode não favorecer o sistema econômico do país. Nesse sentido, é notável a necessidade de os governos aliarem-se a essa nova tecnologia, a fim de evitar uma crise mundial.



Outrossim, a transformação econômica, política e social decorrente do uso das moedas digitais é evidente, no entanto, os riscos que elas oferecem são tão altos quanto os benefícios. Nesse sentido, com a globalização e a escassez da regulamentação o mundo virtual oferece grande facilidade aos criminosos. Um exemplo disso, é a deep web, conjunto de sites e comunidades ilegais, que são movimentados pelo pagamento através das criptomoedas Nessa perspectiva, percebe-se que  para o avanço dessa tecnologia é necessário uma regulamentação efetiva de alcance mundial. 



Destarte, o avanço das moedas criptografadas é um desafio para a economia mundial. Sendo assim, o Fundo Monetário Internacional (FMI) deve informar a população acerca dos perigos enfrentados no meio económico digital, por meio de propagandas nos principais meios de comunicação da atualidade - instagram, youtube e jornais locais de cada país. Logo, será possível atingir o objetivo de alcançar a maior rede espectadores, a fim de conscientizar a população, evitando crises na economia mundial. Ademais, a Organização das Nações Unidas (ONU), deve regular as transações de moedas virtuais, por meio da regulamentação de leis, a fim de evitar o financiamento de atividades ilícitas. Portanto, ao somar informação e regulamento, será possível minimizar o impasse.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!