O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Criptomoedas e impactos na economia

Durante a Idade Média, os indivíduos guardavam dinheiro com ourives – espécie, inicial, de banco que foi o pontapé para o desenvolvimento de uma das formas em transmitir o capital atualmente. Entretanto, passado vários séculos, com a revolução industrial e o surgimento de novas tecnologias, as criptomoedas – tipo de dinheiro existente apenas no mundo virtual -  alteram a forma de consumir e criam uma gama de impactos na economia, haja vista não somente o nível das transações, como também o seu uso para atos ilegais. Logo, evidencia-se a necessidade de ponderar as principais implicações decorrentes dessa maneira corrente de consumo.


Em um primeiro plano, deve-se salientar que há uma maior segurança nas transações, bem como sua facilidade. Isso ocorre porque os dados ficam restritos em computadores de ponta e rapidamente a transação online é realizada, de modo que as informações não podem serem divulgadas para ninguém. Desse modo, o anonimato garantido, e a rapidez, cria maior confiança nos seus usuários e, dessa forma, a movimentação de dinheiro virtual desdobra em novos estilos, singulares, de compra e venda online.


Já em segunda análise, é licito abordar, porém, que em virtude de não haver nenhuma ou pequena interferência do Estado, esse tipo de ambiente cibernético pode ser utilizado para atos ilegais. Nesse sentido, por causa da não interferência de nenhum mediador, como um banco, por exemplo, facilmente o dinheiro virtual suscita a lavagem de dinheiro, ao passo que as operações ocorrem livremente na rede. Dessa forma, nota-se que, apesar dos benefícios, o mercado de criptomoedas também tem o seu lado negativo,


Diante disso, cabe ao Ministério da Ciência e Tecnologia, em parceria com os Estados, promover feiras culturais, por meio de palestras com profissionais especializados, a fim de conscientizar os indivíduos acerca dessa forma inovadora, e recente, de consumir. Por conseguinte, é dever das associações internacionais fiscalizar tais transações, mediante a exigência de alguns dados que definem a real origem do dinheiro, com o fito de evitar atos de corrupção. Afinal, como foi proferido por Max Weber, a questão social está vinculada aos princípios do seu agente.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!