O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Criptomoedas e impactos na economia

     A série estadunidense “Mr. Robot” imagina uma sociedade em que as criptomoedas são o principal meio de troca monetária. Fora da ficção, tal situação não está tão longe da realidade: o bitcoin, moeda digital, expandiu relevantemente seu espaço no mundo financeiro. Nesse sentido, deve-se analisar os impactos de tal expansão na economia nacional e mundial, sejam positivos, como a diminuição da burocracia para a realização de transações, ou negativos, a exemplo da preocupante dependência digital no mundo moderno.


    Em primeira instância, é notável que a Revolução Técnico-Científico-Informacional, surgida no fim do século XX, influenciou o crescimento do bitcoin a partir da valorização da tecnologia inserida no mundo da economia. Sob tal ótica, o resultado positivo desse processo de transformação econômica e social pode ser percebido na diminuição do processos burocráticos, tornando os investimentos financeiros mais acessíveis, e, por conseguinte, estimulando o crescimento da economia no país. No Brasil, por exemplo, o número de investidores de bitcoin ultrapassou o de registrados para a Bolsa de Valores de São Paulo, segundo o jornal El País, comprovando a preferência dos cidadãos.


       Apesar dessa aparente facilidade, o investimento em criptomoedas também apresenta riscos. Segundo o filósofo Foucault, a sociedade é baseada em relações de micropoderes, em que instituições exercem seu controle sobre a população constantemente. Dessa forma, no contexto do mundo financeiro, os cidadãos tem se tornado cada vez mais dependentes da tecnologia, sendo reféns de um sistema volátil e pouco regulamentado. A recente queda de valor do bitcoin e a consequente ameaça de bloqueio dessa moeda em certos países expõem alguns dos perigos de investir precipitadamente em uma técnica que, apesar de inovadora, ainda possui desvantagens.


     Torna-se evidente, portanto, a necessidade de medidas concretas para solucionar tal problemática. O Governo Federal deve, a partir de iniciativas de senadores e deputados, elaborar um projeto de lei que regularize a transação por criptomoedas, buscando definir as regras de tal sistema e aumentar a segurança de usuários. Nesse sentido, com o apoio de canais midiáticos como televisão e internet, essas leis, inspiradas pela Lei da Proteção de Dados, serão aprovadas e divulgadas, buscando a construção de uma sociedade que concilia a tecnologia com a proteção do indivíduo, e não apenas o progresso a qualquer custo. 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!