O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Crimes cibernéticos no Brasil

   A Revolução Industrial, ocorrida na Inglaterra, foi o primeiro passo para o advento da tecnologia e consequentemente a criação da internet. Contudo, mesmo sendo uma grande arma no processo de evolução, os crimes cibernéticos que acontecem dentro da internet dificultam o bom funcionamento do corpo social e se constituem como um grave problema a ser resolvido. Diante dessa perspectiva, é importante analisar os fatores que favorecem esse quadro. 


   Em primeiro plano, cabe salientar a desatenção por parte dos cidadãos aos crimes que ocorrem no meio virtual. Segundo o sociólogo e filósofo polonês Zygmunt Bauman, os indivíduos, na sociedade líquida, tendem a considerar que a atitude mais racional é a de não se comprometer. Seguindo essa linha de pensamento, nota-se que por não acharem que suas informações importantes ou relevantes, as pessoas acabam por não tomar os cuidados necessários para se proteger de possíveis ataques cibernéticos. Por conseguinte, ficam expostos a uma variedade de ações cometidas pelos criminosos no mundo virtual e podem sofrer vários danos sejam eles financeiros ou psicológicos.


  Em segundo plano, além da falta de cuidado pessoal, convém destacar as excassas informações oferecidas pelo governo acerca dos crimes virtuais. De acordo com o filósofo francês Jean-Jacques Rousseau, cabe ao Estado melhorar a condição do homem em sociedade e garantir, por meio do contrato social, as liberdades e os direitos de cada indivíduo. No entanto, a ineficácia do Estado, no Brasil, manifesta-se no alto e crescente índice dos crimes cibernéticos devido a falta de acesso aos meios de como denunciar tais crimes e quais são as consequêncis aos criminosos que os cometem. Como resultado, essas atividades se perpetuam e retratam uma falsa sensação de impunidade e anonimato nas redes.


  Tornam-se necessárias, portanto, medidas para combater o impasse dos crimes cibernéticos no Brasil. Desse modo, é imprescindível que o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), em parceria com as mídias, elabore um projeto que vise levar aos indivíduos a informação de que todos os dados são importantes, mediante comerciais exibidos em horário nobre, com participação de autoridades influentes, com o objetivo de efetivar a devida relevância dos crimes virtuais. Conjuntamente o MCTIC, em colaboraão com o Ministério da Educação, deve criar uma campanha nas escolas para precaver futuras vítimas dos crimes cibernéticos, por intermédio de uma gincana especial (com participação dos responsáveis), com palestras e atividades lúdicas, com o fito de garantir que a evolução brasileira ocorra sem demais entraves e o país continue em desenvolvimento.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!