ENTRAR NA PLATAFORMA
Crimes cibernéticos no Brasil

  O processo de globalização proporcionou o aumento tecnológico e, sendo assim, a internet se tornou um importante veículo de trocas de informações e conhecimentos. Entretanto, o uso constante das tecnologias favoreceu o aumento de crimes cibernéticos, que são as atividades ilícitas ocorridas no meio digital. Desse modo, o compartilhamento excessivo aliado ao sentimento de impunidade nas redes corroboram para a ocorrência de infrações virtuais.


  Sob tal viés, nota-se, de início que a superexposição na internet causa a vulnerabilização dos usuários a ataques digitais. Isso porque os indivíduos tendem a compartilhar informações pessoais na rede e adotar poucas restrições ao configurar as permissões dos aplicativos utilizados. Dessa forma, a atuação de um "hacker" mal intencionado é facilitada e, consequentemente, também o roubo de dados do usuário, que podem ser usados, por exemplo, em fraudes, falsidades ideológicas e ameaças. Tal questão é ilustrada na série You, na qual o perseguidor Joe descobre diversas informações sobre sua vítima, como o lugar onde ela mora e suas atividades diárias, somente visualizando seu perfil nas redes sociais. À vista disso, é notório que a forma descuidada de compartilhamento de fatos particulares na "web" é uma ameaça à segurança individual.


  Outrossim, pode-se afirmar que os infratores acreditam na impunidade que o falso anonimato traz no meio digital. Isso acontece devido à falta de leis específicas sobre os delitos digitais e a presença de poucas delegacias especializadas e preparadas para solucionar crimes desse tipo. Dessa maneira, surge nos "internautas" uma desmotivação para a realização de denúncias que, por consequência, causa o descontrole das ações ilegais cometidas nas redes. Esse problema é reforçado pelo pensamento do filósofo Thomas Hobbes, o qual diz que "O homem é o lobo do homem", e, portanto, nutre o desejo de ferir o seu semelhante, sendo necessário que o Estado aja para controlar os ataques. Assim, é imprescindível que haja um aperfeiçoamento nas normas brasileiras acerca das violações virtuais.


  Logo, é necessário diminuir a ocorrência de crimes cirbenéticos no Brasil. Para isso, a mídia, principal veículo formador de opiniões, deve instruir a população sobre os riscos que o excesso de exposição no meio digital pode trazer, através de entrevistas com especialistas em informática, objetivando um maior controle de privacidade nas redes sociais. Ademais, o Governo Federal precisa investir no aprimoramento da legislação voltada para as infrações na internet, por meio da criação de leis mais rígidas e delegacias aptas a tratar desses delitos digitais, visando a diminuição da impunidade. Tais medidas serão eficazes no combate às transgressões cibernéticas.


 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde