ENTRAR NA PLATAFORMA
Crimes cibernéticos no Brasil

Na série mexicana "Control Z", um hacker consegue acessar os celulares dos alunos do colégio Nacional  e inicia uma sequência de chantagens e disseminações constrangedoras, ocasionando humilhações públicas e preconceito social. Fora da ficção, a realidade não é diferente, visto que, a tecnologia e as redes sociais são dominantes da vida das pessoas, e os crimes cibernéticos é o lado obscuro do avanço tecnológico. Isso ocorre tanto pela facilidade do acesso à internet, quanto pela falta de segurança e prevenção dos usuários.


   É relevante abordar, primeiramente, que com os avanços tecnológicos surgiram novos caminhos, e ao abrir caminhos para novas conquistas, também abre caminho para a prática de novos ilícitos. A medida que a proteção dos sistemas digitais são falhos, o mundo virtual acaba virando um campo fértil para os hackers. Adicionalmente no ano de 2012, a atriz Carolina Dieckmann teve seu computador invadido, arquivos pessoais subtraídos e foto íntimas vazadas, essa ocorrência repercutiu tanto que foi criada uma lei com o próprio nome da atriz, porém a criminalidade está tão disseminada pelo mundo virtual que a lei não é tão eficaz para combater os cibercrimes.


  Deve-se abordar, ainda, que muitas pessoas acreditam que estejam seguras utilizando seus aparelhos tecnológicos e esquecem de tomarem medidas preventivas, para que os dados pessoais não sofram golpes ou outros crimes cibernéticos. Em decorrência disso, foi publicado um relatório na Norton Cyber Security, afirmando que em 2017 o Brasil passou a ser o segundo país com o maior números de casos cibercrimes devido a esta imprevidência.


  Evidencia-se, portanto, que medidas são necessárias para resolver os crimes cibernéticos no Brasil. Dessa forma, cabe ao Ministério da Ciência e Tecnologia promover sistemas de segurança úteis, por meio de mecanismos de proteção essenciais, a fim de evitar a invasão de máquinas digitais, criando barreira protetiva e visando a segurança e garantia da privacidade que os indivíduos devem usufruir livremente. Logo essa problemática será de fato resolvida.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde