O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Crianças em situação de rua no Brasil

Na obra, Capitães de areia, de Jorge Amado, em 1937, ilustra muito bem a situações de crianças em condições precária que moram na rua. 80 anos após a sua publicação, de um dos livros mais vendido da história deste país(BRASIL). Ainda discute-se como solucionar essa problemática, que está intrínseco a dignidade humana e a universalização dos direitos. Dessa forma, o Estado tem papel fundamental nesta objeção.
Convém, a princípio, ressaltar que os direitos das crianças e do adolescente estão garantidos na Constituição de 1988, esses direitos são: acesso á educação, moradia, lazer e o a inclusão na sociedade. No entanto, o que se tem observado na prática, é um isolamento e exclusão da população em conjunto com o Estado. Além disso, o setor que mais sofrem essas consequências, são as populações de baixa renda, muitas crianças acabam abandonando o seu lar, porque precisam ajudar sua mãe que na maioria das vezes é solteira e precisa ir trabalhar. E por conseguinte, deixa o seus o filhos sozinhos, ou a própria criança é obrigada a sair de casa, porque não tem condições básicas para sobreviver e acaba pulando etapas da sua vida.
Em consequência disso, por raízes histórica no Brasil, há uma quantidade significativa de crianças negras na marginalidade e em situações precárias, tanto nas comunidades "favela" ou em situação de rua , porque não tem muita diferença, viver na rua ou em casas de madeira com esgoto a céu aberto, contraindo os mais diversos gêneros de doença e com expectativa de vida mínina. E um total esquecimento do Estado. De acordo com os dados do ECA, (Estatuto da Criança e Adolescente), a cada 5 crianças na fila de adoção, 4 são negras e isso está interligado com o perfil de criança que vivem as margens da sociedade
Infere-se, portanto, que a marginalização das crianças de rua, traz um mal para a o sociedade brasileira. Dessa forma, em primeiro plano, é necessário o Estado construir casas de acolhimento e oferecer condições básicas para o desenvolvimento dessas crianças. Com acompanhamento psicológico, educacional e incluí-los de volta na sociedade, através do cursos e práticas de esporte. Além disso, outra medida de suma importância que a Federação precisa tomar, será o dialogo e um suporte para os familiares dessas crianças, objetivando minimizar essa estrutura de falta de acesso as condições básicas, que corrobora diretamente para a exclusão de todos. Dessa forma, a sociedade será mais justa e igualitária.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!