O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Cotas

A partir dos séculos VI e com a chegados dos europeus ao Brasil, consolidou-se no País a escravidão, sendo esta majoritariamente de mão de obra indígena e negra. Nesse viés e com a aplicação da Lei Áurea, estas pessoas que posteriormente eram escravizadas foram marginalizadas perante a sociedade. Diante desse fenômeno de aculturação, heranças dessa desigualdade racial e de renda ainda fazem parte do mundo contemporâneo.
É válido pontuar num primeiro momento, que segundo dados do IBGE aproximadamente 50% da população brasileira se considera negra ou parda, com efeito é evidente o contraste de desequilíbrio na representação dessas pessoas, seja nos cargos públicos, seja nas universidades. Nesse sentido, o direito conquistado das Cotas Raciais veio para promover maior representatividade das minorias, de modo a romper com essa herança racista.
Outro fator preocupante é a segregação social vivido por essas pessoas, visto que elas ocupam predominantemente as áreas de periferia e favela. Tal fato aponta a desigualdade de renda e a falta de oportunidade no mercado de trabalho. Segundo Confúcio, filósofo chinês, para prever o futuro deve-se estudar primeiro o passado, portanto para evitar que a injustiça perpetue medidas de prevenção devem ser tomadas.
Diante disso, cabe ao Estado assegurar igualdade a todos os cidadãos. Dessa forma, o Ministério da Justiça em consonância com as mídias sociais deverá atuar com campanhas diretas e objetivas que conscientize a população, por meio do rádio, televisão e das redes sociais, para que a informação dê lugar ao preconceito, de modo que futuramente não se faça necessário o uso de Cotas Raciais. Em conclusão, é imprescindível que o Governo intervenha gerando um maior número de emprego e consequentemente políticas públicas eficientes para essas classes mais carentes.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!