O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Como lidar com o medo nos dias atuais?

Medo é angústia, a última: possibilidade plena.
Segundo antropólogos, psicólogos e historiadores o medo foi participante assíduo na história da evolução humana. O filme ?2001 Uma Odisseia no Espaço?, em seus primeiros minutos, mostra o temor do homem, no enfrentamento da vida selvagem, cheia de desafios e hostilidades, dada à condição física do homem frente aos demais animais e outros grupos humanos. O diferencial da humanidade, segundo o filme, deu-se quando, por medo, o homem entendeu que o uso da ferramenta poderia auxiliá-lo nas tarefas e desafios tornando-o mais forte, mais apto à vida naquelas condições. Portanto, como os primeiros homens, lidar com o medo nos dias atuais, exige reflexão das origens do medo e como transpô-lo mantendo-se seguro.
O primeiro desafio para dominar o pavor é refletir a respeito dos perigos que são apresentados, são perigos racionais ou medos instintivos. Os temores instintivos podem não ser reais, relacionado à situação vivida, como por exemplo, ter medo de altura em um prédio cercado, seguro. Segundo o psicólogo Daniel Kahneman, o medo instintivo pode influenciar nossa racionalidade. Isso traria dificuldades do tipo: como trabalhar em um prédio envidraçado, tendo pavor de altura? Todavia, é imperativo que se façamos a distinção do que é um risco a ser respeitado e o que é um temor irracional e instintivo.
O desafio seguinte deve ser identificar as origens dos medos que importamos para nossas vidas. Descartes, filósofo Francês, disse que a dúvida deve ser nosso guia com o axioma duvido, logo penso, logo existo. As notícias propagadas pelas mídias de comunicação em massa ou grupos de interesse devem ser elemento de análise. Neste sentido, precisa-se de um nível de racionalidade ainda mais elaborado, porque se trata de confrontar fontes que são dignas de crédito pela tradição e importância. O ódio a judeus na Alemanha nazista, foi baseado no medo alardeado pelos meios de comunicação, que atribuíam à culpa da decadência econômica aos operadores judeus do mercado financeiro.
Portanto, devemos criar critérios para enfrentar nossos medos. Cada pessoa deve fazer as reflexões citadas anteriormente para verificação do temor. Além disso, o poder público deve trabalhar no sentido de haver uma regulamentação por da mídia, criando uma lei de meios pelo congresso nacional. Essa lei ou estatuto deve atribuir responsabilidade social à mídia de massa, com critérios legais bem definidos, pautados na educação e punindo ou cancelando a concessão dos infratores. O medo traz angustia, no entanto, os primeiros homens usaram o medo para criar possibilidades, podemos transcender essa angustia. Conforme Martin Heiddeger, filósofo da modernidade, a angústia é a possibilidade plena. É importante transformar os erros infundados em possibilidade.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!