O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Combate ao preconceito linguístico no Brasil

No Brasil, desde a chegada dos jesuítas, existe preconceito linguístico, em que a língua nativa era descaracterizada em prol de uma cultura "comum". Para combater essa preconcepção, é preciso, primeiro, saber quais são as causas e, só depois, entender como a educação pode ajudar no caminho desse combate.


Em primeira análise, sabe-se que, segundo Marcos Bagno, um modelo educacional de qualidade deficitária é um gerador de preconceito. Além disso, de acordo com o filólogo, a disparidade de ensino entre as classes é um agravante à situação, pois uns têm uma educação de qualidade, enquanto outros enfrentam uma ineficiente; isso torna, por consequência, desigual o nível da comunicação, gerando, dessa forma, preconceito. Sabendo, também, que a variação é inerente à língua e que é algo cultural, a necessidade não é só de tratar o preconceituado, mas, principalmente, o preconceituoso.


Dentro dessa lógica, fica clara a importância do ensino na formação e no combate do problema. Kant afirmava que "o Homem é o que a educação faz dele", somado a isso, Bagno diz que o professor deve respeitar, mas deve, juntamente, ensinar a norma padrão aos alunos, pois, dessa maneira, ele saberia se comunicar em qualquer situação. Essa ideia é ratificada ao saber que a língua é universal, enquanto que a fala é de cada um, segundo o filólogo. É previsto na Constituição o direito à educação e a ilegalidade de qualquer tipo de preconceito, logo, para resolver o problema, deve-se trabalhar embasado nisso.


Infere-se, portanto, que o MEC deve qualificar professores, por meio da contratação de especialistas e pedagogos que atuarão nas escolas. Os educadores serão instruídos e preparados para conscientizar os alunos sobre as variações da língua e, também, para ensinar de forma eficiente a norma padrão. Isso deve ser feito para combater o preconceito linguístico e para capacitar os alunos sobre a utilização da normal culta. Feito isso, a situação da desigualdade e da educação deve melhorar.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!