O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Combate ao preconceito linguístico no Brasil



"Me dá um cigarro" é como fala o bom brasileiro. Com a primeira fase modernista, Oswald de Andrade criticou a gramatica normativa, inserindo o "português falado" em seus textos. O preconceito linguístico não é tema só na literatura0000 a língua continua sendo hierarquizada, sendo mecanizo de segregação social. Nesse sentido, é necessário compreender que há diversas variantes e todas são fundamentais para identidade nacional.

Embora todos os brasileiros sejam falantes da Língua Brasileira, ela não é homogênea. Isso significa que dependerá do contexto histórico, condição social, cultura ou região para sua adequação. Ariano Suassuna, escritor nordestino, já afirmou que não há erros desde que haja entendimento. É inexistente o motivo para preconceito, já que todas as variações atendem ao mesmo objetivo: a comunicação e transmissão de mensagem.

Mesmo as normas sendo essenciais para sustentar o idioma, não são naturais0000 foram construídas e impostas como regras por grupos dominantes. Isso acentua ainda mais a desigualdade social, visto que os grupos dominadores da norma culta são, na maioria das vezes, de maior escolaridade e poder aquisitivo. Considerar a variante padrão como a única correta, faz com que as demais sejam desprestigiadas e consideradas ?inferiores?.

Portanto, a língua é um fator decisivo na exclusão social. Por isso, o preconceito linguístico deve ser admitido e combatido. Primeiramente, as escolas devem fazer uma abordagem mais aprofundada sobre esse tema. Nas aulas de Português, além do caráter formal, devem demonstrar o quão dinâmica é a língua e o patrimônio que ela representa para cada falante. Ao trabalhar em sala escolas literárias que valorizam a dinamicidade do português , como o modernismo, deve incentivar os alunos a buscarem diferentes tipologias textuais e ,em grupo , identificar as diferenças linguísticas existentes. Ao apresentar aos alunos que a língua não é um instituição social homogênea , ele compreenderá a organização do próprio país. Afinal, ser um "bom" brasileiro é conhecer a si próprio.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!