ENTRAR NA PLATAFORMA
Charlatanismo nas redes sociais

 No seriado norte-americano “Supernatural”, o personagem “Dean Winchester” contrai uma gripe viral e consulta um curandeiro pela internet, o qual promete uma cura milagrosa com o passar dos dias, que não ocorre. Fora da ficção, esta é a realidade de muitos enfermos que buscam, nas redes sociais, um método medicinal alternativo após sofrer experiências negativas com a medicina tradicional e, consequentemente, são enganadas. Neste mesmo âmbito, a falta de caráter individual e a necessidade monetária são os principais motivos para a prática do charlatanismo.


De maneira inicial, é possível verificar que a taxa de charlatões no Mundo virtual está em uma crescente exponencial. Segundo um levantamento feito pelo jornal informativo “BBC English”, países asiáticos como a Índia e o Vietnã, são considerados os “especialistas” nessa prática abusiva pois não possuem um caráter individual estruturado e firmado no quesito de lealdade com o próximo. Logo, a falta de caráter individual é um dos agravantes para as taxas de charlatanismo no Planeta estar se intensificando.


 Em segunda análise, pode-se afirmar que o mercado abusivo charlatão cresce, absurdamente, nos dias atuais. Por meio de uma pesquisa realizada pela revista informativa “Istoé”, as taxas de charlatanismo virtual crescem 11% ano após ano e ressalta que, 54% dos falsos curandeiros midiáticos condenados no Brasil afirmam ter realizado tal serviço medicinal enganoso por necessidade monetária, ou seja, tal necessidade é uma das causas para a prática do charlatanismo.


 Diante disso, o charlatanismo necessita ser, arduamente, combatido no Brasil. Portanto, cabe ao Ministério da Saúde e ao Ministério da Justiça investigar, por artifício de fiscalizadores e por imposição de leis ministradas pelo Governo Federal, possíveis falsos curandeiros nos principais municípios do país, tendo como objetivo diminuir e, eventualmente, exterminar tal prática no Brasil. Além disso,  é necessário conduzir parte da verba federal para a mídia televisiva a fim de conscientizar os habitantes sobre o charlatanismo e suas falsas promessas.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde