ENTRAR NA PLATAFORMA
Charlatanismo nas redes sociais

Dentre muitos símbolos que representam a nação, destaca-se a bandeira brasileira, com lema de base positivista: "Ordem e progresso". Todavia, muitas vezes esse lema é impedido de ser cumprido, uma vez que o charlatanismo nas redes sociais representa um óbice social antagonista aos princípios expostos na bandeira. Logo, é indubitável que a obtenção de vantagem ilícita somada a ineficiência educacional são os principais fatores que corroboram o impasse.


A priori, é válido ressaltar que o charlatanismo no meio virtual representa, principalmente, o famoso "jeitinho brasileiro". Enraizado na sociedade, essa expressão refere-se, dentre outros aspectos, a buscar o jeito mais fácil de obter vantagem pessoal, mesmo que isso signifique usar outras pessoas para atingir o objetivo. Dessa forma, o charlatão é uma pessoa disposta a enganar outros cidadãos com propagandas enganosas, a fim de ganhar algo em troca, como dinheiro ou visibilidade. Tal atitude exemplifica a ideia defendida por Hobbes, o ser humano é egoísta por natureza, portanto "o homem é o lobo do homem".


Outrossim, é cabível salientar que a educação ineficaz é vital para a perpetuação do entrave. De acordo com o sociólogo Émille Durkheim, "o homem que a educação deve realizar em nós não é o homem tal como a natureza o criou, mas sim tal como a sociedade quer que ele seja". Sendo assim, como o charlatanismo no ambiente digital se manifesta como uma atitude egoísta, natural do ser humano, evidencia-se que a educação falhou em transmitir os valores morais esperados pelos indivíduos na sociedade, não cumprindo com o seu papel fundamental e colaborando para a perpetuação da adversidade vigente.


Mediante aos fatos aludidos, é inegável que o charlatanismo nas redes sociais no Brasil é um problema que urge soluções. Para isso, é necessário que o Ministério da Educação incentive as escolas a tratar esse tema tão importante, por meio de palestras e atividades em sala, a fim de que as escolas públicas nacionais possam tratar este tema tão relevante, ensinando aos jovens a conduta moral que devem seguir socialmente. Assim, o charlatanismo nas redes sociais não representará mais um óbice e o país cumprirá com o lema estabelecido na bandeira.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde