O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Casamento infantil no Brasil

   Consoante ao filósofo Kierkegaard "A vida somente pode ser compreendida olhando-se para trás", o casamento infantil no Brasil não é um problema atual. Desde as sociedades antigas e medievais essa vicissitude é uma realidade. De mesmo modo, no século XXI, as dificuldades persistem seja pela pobreza ou pelo machismo.


    É axiomático que a pobreza está entre as causas da permanência do casamento infantil, haja visto que o matrimônio é uma forma dos pais se livrarem de uma boca para alimentar e para as meninas é a única maneira de mobilidade social, essa miséria e o desespero por comida e água pode ser vista no livro "Vidas Secas", Graciliano Ramos. Convém ressaltar que o Brasil ocupa o 4° lugar no ranking Mundial de casamento infantil de meninas, ficando atrás apenas da Índia, Bangladesh e Nigéria. 


    Cabe salientar, outrossim, que o casório se faz necessário em casos de perda da virgindade ou gravidez como uma maneira de recuperar a honra e controlar a sexualidade das meninas, fruto do machismo ainda existente na sociedade. Segundo Alice Taylor, pesquisadora do Instituto Promundo, diz que o casamento é uma fuga dos abusos, da prostituição, da miséria e das drogas.


    Diante dos fatos supracitados, faz-se necessário que sejam tomadas ações para resolver o impasse. É de urgência que o Governo Federal atue nas zonas mais pobres com o fito de proporcionar melhores condições de vida, que a longo prazo, servirá para acabar com essa infeliz realidade. Além disso, é necessário que o Governo Legislativo feche todas as brechas deixadas nas Leis vigentes. Sem essas brechas e com uma fiscalização mais rígida poderemos chegar ao fim do matrimônio de menores de idade.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!