O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Capacitismo no Brasil

O Artigo 5 da Constituição Federal garante a igualdade entre os indivíduos, sem distinções. Todavia, no Brasil, observa-se o capacitismo acentuado, que consiste na discriminação contra deficientes e portadores de determinadas doenças. Assim, é notório que a falta de inclusão das pessoas acometidas por enfermidades debilitantes acarreta no preconceito e na opressão das referidas. 


Primeiramente, é válido destacar que as políticas de inserção de deficientes na sociedade são demasiadamente utópicas. Segundo dados do Censo Escolar, apenas 26% das escolas públicas são acessíveis às pessoas com deficiências. Nesse contexto, é evidente que os portadores de disfunções são excluídos, visto que as instituições não proporcionam as adequações necessárias. Logo, os enfermos são fortemente negligenciados.


Outrossim, é fundamental salientar que os debilitados recebem constantes preconceitos e julgamentos no mundo contemporâneo. Em vista disso, o filme "Extraordinário" aborda a vivência do protagonista ,portador de uma deformação facial, no ambiente escolar, onde sofre bullying. Por conseguinte, infere-se que as intensas opressões prejudicam consideravelmente os desenvolvimentos social e psicológico dos deficientes. Em suma, a discriminação é um fator agravante à exclusão dos referidos. 


Torna-se relevante, portanto, que medidas viáveis devem ser tomadas para atenuar os impasses causados pelo capacitismo. Dessa forma, é imperativo que a mídia, importante formadora de opinião e principal veículo difusor de informações, incentive a igualdade e a solidariedade aos deficientes, por meio de filmes e campanhas virtuais, objetivando a diminuição dos preconceitos. Ademais, cabe ao Ministério da Educação investir em melhorias na infraestrutura das instituições de ensino, a fim de incluir os portadores de deficiências. Somente assim, os direitos garantidos pelo Artigo 5 serão assegurados. 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!