O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Caminhos para combater a transfobia no Brasil

Rejeitados pela pela sociedade e pela família, com nenhuma ou poucas oportunidades ao alcance, a vida de um transexual no Brasil é extremamente penosa. Enfrentar a repressão, o medo de sofrer preconceito ou violência é rotina na vida dessas pessoas, que sem auxílio, acabam abandonadas, as margens da sociedade. Por isso, é importante discutir formas de combater a transfobia no Brasil.
A violência é um dos pontos mais importantes a ser combatido, já que de acordo com a ONG International Transgender Europe, o Brasil é o país que mais mata transsexuais e travestis no mundo, sendo que 144 transsexuais foram mortos em 2016, dados assustadores. A violência é fomentada por uma cultura conservadora, onde os pais, com medo que os filhos sofram influência, não abordam o assunto de forma sadia e estimulam represálias já na infância. Assim, essas crianças crescem a passam para a próxima geração o mesmo comportamento, entendendo como algo normal, já que não há leis especificas contra esse tipo de abuso.
Além disso, quando 90% de um grupo é forçado a se sujeitar a prostituição para sobreviver, é notável que há algo errado com as oportunidades oferecidas para essas pessoas. O julgamento no ambiente de trabalho, faz de uma simples entrevista de empregro, uma conversa pessoal e discriminatória, onde as habilidades do ser já não valem tanto quanto a sua aparência. Também não há nenhuma tipo de política pública que integre transexuais no mercado de trabalho, excluindo-os ainda mais.
Portanto, é deplorável que discussões desse porte precisem ser feitas, mas é inegavel o sofrimento dos transexuais na sociedade brasileira. Por isso, uma união entre governo, ministério da educação e mídia seria eficiente. O governo criando leis de auxílio a transexuais, regularizando crimes de preconceito, e leis de incentivo ao mercado de trabalho. O ministério da educação investindo em palestras nas escolas para toda a comunidade de pais, alunos e professores, com relatos de transexuais e esclarecimentos quanto a esteriótipos, e a mídia, expondo o tema em novelas, programas e séries para um melhor conhecimento da população.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!