ENTRAR NA PLATAFORMA
Brasil e as tensões geopolíticas no Oriente Médio

  Antes de tudo, é válido afirmar que a tensão geopolítica no Oriente Médio tem uma enorme dimensão, uma vez que a crise gerada pelo conflito pode acarretar a queda da economia mundial. De maneira análoga, em 2008, houve a quebra dos maiores bancos nos Estados Unidos, o que resultou no colapso da bolsa de valores no mundo. Logo, é possível inferir que conflitos regionais podem criar proporções planetárias, assim, consequentemente, o Brasil será afetado pelos resquícios da tensão geopolítica, a qual irá ocasionar além da morte de milhares, também a crise econômica.



  Primeiramente, é importante ressaltar que as guerras mundiais têm como origem nos pequenos conflitos entre países. Dessa forma, os desacordos existentes entre os países do Oriente Médio e outras nações, principalmente os Estados Unidos, podem trazer malefícios para todos, dado que essas desavenças vão se transformar em guerras e, indubitavelmente, irão causar a morte de muitos, pois, em combates, sempre há óbitos. Sendo assim, é fulcral analisar a afirmação de Albert Einstein: "Não sei como será a terceira guerra mundial, mas sei como será a quarta: com pedras e paus."; já que, hodiernamente, as batalhas serão travadas com bombas atômicas.



  Dessarte, é de se caucionar que não só haverá mortes, mas também terá o declínio da economia planetária. Desse modo, o Brasil será um dos atingidos, o que, por conseguinte, vai aumentar o número de podreza extrema do país, que, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), já é de 13,5 milhões de pessoas. Em suma, faz-se imprescindível a resolução desse óbice, uma vez que a morte de milhares, juntamente à quebra econômica da sociedade brasileira, torna evidente a necessidade dessa solução.



  Portanto, para que esta solução venha ser uma veracidade, é fundamental a intervenção. Então, cabe à Organização das Nações Unidas (ONU) — criada para trazer resoluções pacíficas para os conflitos — entrar no meio da tensão geopolítica. À partir disso, deverá propor um acordo entre os países, através de uma reunião com os líderes de cada nação, os quais irão debater sobre a melhor solução pacífica para encerrar as disputas. Outrossim, essa solução deverá respeitar todas as diretrizes da declaração universal dos direitos humanos, a qual contém, sobretudo, o repúdio da intolerância religiosa. Isto posto, com o fim da disputa, o Oriente Médio continuará a manter uma harmonia, consequentemente, o Brasil estará livre dos problemas advindos da guerra, sendo um lugar cada vez mais longe da pobreza e do massacre.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde