ENTRAR NA PLATAFORMA
Brasil e as tensões geopolíticas no Oriente Médio

Devido a um novo tremor nas relações diplomáticas entre os Estados Unidos da América e o Irã, popularizou-se os rumores de uma nova Guerra Mundial. Entretanto, recentes modernizações nos sistemas de comunicações levaram aos brasileiros se movimentarem nas redes sociais em relação ao lado de quem do Brasil está. Com isso, o resultado foi inteiramente de pedidos para o governo não declarar apoio à nada que fosse guerra, mesmo com os pedidos de outros países, Jair Bolsonaro, presidente do Brasil, disse que as relações com ambos os lados seguem exatamente como estavam.


  Outrossim, não são novidades estas grandes mobilizações dos brasileiros via redes sociais, escandalos, como racismo e violência, ganham destaque todos os dias, não deixando de serem importantes. Contudo, o próprio povo brasileiro exigiu neutralidade frente a esse cenário de possível guerra, detalhou o jornal Folha De São Paulo. Todavia, o próprio presidente do Brasil, Bolsonaro, foi intimado nas redes sociais, com uma das frases, que foi uma das mais usadas nesse tempo, em que o Brasil deveria se posicionar, a frase dizia ''Bolsonaro, fica calado''.


   Destarte, mesmo que fosse de vontade nacional declarar guerra contra algum dos envolvidos na guerra, o Brasil não tem a mínima condição de entrar em qualquer disputa bélica, logo, que o país tem poder de fogo baixíssimo. Assim sendo, é notícia que, como relata a página de Instagram Quebrando o Tabu, os líderes declaram guerra, mas  quem morre na guerra não são os líderes, e mesmo após a morte de muitos em campo de batalha, se recusam a aceitar que sujaram suas mãos de sangue.


   Portanto, já que é evidente que a comunidade brasileira repudia qualquer tipo de terrorismo, é preciso ampliar os ouvidos dados à voz da população. Em conclusão, é necessária uma maior atenção a o que é dito nas redes sociais, principal meio de comunicação usado pelo povo brasileiro, movimentação de famosos, coisas desse tipo, partindo da iniciativa de páginas virtuais que já representam a população nas opniões de cunho social.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde