O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Automedicação

"Ao persistirem os sintomas, o médico deverá ser consultado". A famosa frase presente em propagandas de medicamentos, é uma orientação divulgada pelo Ministério da Saúde. Porém, tal recomendação é perigosa, tendo em vista o aumento da automedicação na sociedade brasileira e os casos de intoxicação relacionados a ela. Nesse contexto, deve-se analisar como a ineficiência do Sistema Único de Saúde e o surgimento da internet influenciam na problemática em questão.


Em primeiro plano, convém ressaltar que, com as longas filas de espera e demora do atendimento nas unidades básicas de saúde, o ato de se automedicar é tido como uma solução para o alívio de determinados sintomas. A esse respeito, o sociólogo Zygmunt Bauman afirma que algumas instituições perderam sua função social, mas ainda mantém sua forma, transformando-se em "instituições zumbis". Assim, se torna notável como o SUS é incapaz de desempenhar seu papel social, assim, delega a própria população a resolução de suas enfermidades.


De outra parte, é inegável que a internet facilite a prática de consumir remédios por conta própria. Com a democratização do acesso ao conhecimento, se tornou muito mais simples se auto diagnosticar por meio do "Doutor Google", bem como saber qual remédio tomar. Tendo em vista que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária permite a venda de diversos medicamentos sem prescrição médica, é simples para a população adquirir um medicamento e fazer uso deste de maneira inadequada, podendo sofrer com efeitos colaterais indesejados ou graves reações alérgicas. Por consequência, essa ação contribui diretamente para o aumento dos problemas relacionados ao bem-estar da população.


Urge, portanto, que medidas sejam tomadas para se solucionar a questão da automedicação no Brasil. Nesse sentido, o Ministério da Saúde, por meio das mídias televisivas e das mídias sociais, deve veicular conteúdos educativos a respeito da prática de se automedicar, mostrando suas consequências e os perigos em torno dessa ação, visando a motivar a sociedade a repudiar a administração de remédios sem o auxílio médico. Dessa forma, o problema pode ser contornado ao criar um novo ideal em que "Na existência de qualquer sintoma, o médico deverá ser consultado".

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!