ENTRAR NA PLATAFORMA
Aumento da emigração de brasileiros

          Ao contrário do período colonial, no qual houve um grande contingente de pessoas se deslocando para o Brasil, o atual momento do país demonstra uma alta taxa de emigração. Isso se dá, entre muitos motivos, pela busca de segurança, estabilidade e melhores condições de vida.


          Em primeiro lugar, é preciso observar que o Brasil tem um longo histórico de governos conturbados. Entretanto, o impeachment da última presidenta eleita, Dilma Rousseff, desencadeou uma instabilidade maior pois, principalmente, seu vice-presidente que assumiu a presidência tinha diretrizes governamentais muito distintas das quais o povo escolheu. Com isso, criou-se no território brasileiro uma onda de protestos, que geraram casos de vandalismos, e um clima de incerteza sobre o futuro da nação.


            Além disso, o novo governo propôs reformas, por exemplo, nas leis trabalhistas e na educação, que retiraram investimentos federais de esferas importantes para o desenvolvimento econômico. Diante desse cenário, o perfil do emigrante, que antes era a população de baixa e média renda em busca de melhores condições de vida, passa a ser pessoas de alta qualificação e com espírito empreendedor que procuram oportunidades de negócios no exterior. Como consequência, o país se encontra em uma realidade de queda de investimentos privados acarretando em uma estagnação econômica.


              Pode-se dizer, portanto, que o êxodo de pessoas de um país provoca grandes impactos neste. Por isso, é necessário que a União formule planos e estratégias, como a construção de obras públicas, para criar empregos para a população. Ademais, é importante que haja uma parceria público-privado para o direcionamento de verbas para as universidades e pequenos empreendedores com o intuito de tornar o país mais atrativo para investimentos e promover o desenvolvimento econômico.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde