ENTRAR NA PLATAFORMA
Aumento da emigração de brasileiros

Na telenovela América, exibida pela rede Globo, um grupo de pessoas se mostra determinado a começar uma nova vida nos Estados Unidos, e tenta de todas as maneiras emigrar do Brasil. Fora das telas, é fato que a realidade apresentada por aquela pode ser relacionada ao mundo do século XXI, já que de acordo com a Receita Federal, a emigração se tornou um fator ascendente no Brasil, sendo a principal causa: a insatisfação política que corrobora para o aumento da fuga intelectual.


Em primeira análise, é importante destacar que, em função da crise e dificuldades no governo, o tecido social está cada vez mais insatisfeito com o sistema público, consequência da deficiência na adiministração de verbas. Segundo a política de Aristóteles, a felicidade total só é alcançada quando tudo cumpre sua finalidade. No entanto, esse pensamento apresenta desfalques na prática, visto que a emigração aumentou, devido a instabilidade na segurança, saúde e educação no país, que não cumprem seu fim e deixa a população frustrada perante aos descasos do Estado. Analogamente, a novela América, as pessoas buscam uma vida melhor e de mais estabilidade em outros países.


Por conseguinte, presencia-se um forte aumento de fugas de cérebros. Ao observar vagas de emprego, os profissionais buscam melhores salários para uma um melhor qualidade vida. No entanto, logo, se frustam com as oportunidades que o mercado de trabalho oferece, dado que não cumprem as expectativas daqueles. E por consequência, observa-se que o número de emigrantes qualificados, no primeiro semestre de 2018, ultrapassou o recorde do ano anterior que foi 20.000, a tendência é aumentar de acordo com a Receita Federal. A título de exemplo, temos, os atletas, principalmente jogadores de futebol, que emigram para ingressar em times da Europa.


Portanto, é necessário que haja intervenções para resolver o impasse. Para a minimização da emigração da sociedade brasileira, urge que o Governo Federal implemente, por meio de verbas governamentais, novas políticas de retenção, para que profissionais qualificados sejam valorizados; aquelas devem ser aplicadas, principalmente, aos estudos das ciências e tecnologia, assim acompanhará a globalização; podem ser construídos novos laboratórios com equipamentos modernos que poderão ser usados pelos capacitados, especialmente, os jovens. Somente assim, será possível diminuir a fuga de cérebros e, ademais, incrementar no mercado de trabalho novos intelectuais que irão trazer muitos benefícios para o país.


Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde