O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Assédio por intrusão (stalking)

Segundo o bilionário empresário norte-americano Steve Jobs, a tecnologia move o mundo, sem dúvida os avanços tecnológicos trouxeram exponencial melhora na saúde, educação e economia. Porém, os avanços das redes sociais, propiciados pelo desenvolvimento tecnológico, traz problemas para muitas pessoas que, lamentavelmente, sofrem com o crime de intrusão causado tanto pela sensação de poder quanto de solidão.


Primeiramente, é importante destacar que a necessidade de dominação é uma das causas do dilema. Inquestionavelmente, o indivíduo do século XXI é por natureza um ser egoísta, como descreve o pensador Schopenhauer e, por esse motivo, acredita estar no direito de controlar a vida de outra pessoa. Desse modo, as mulheres, principais alvos do crime, se veem vítimas de um stalker que, alimentado por uma sociedade machista, vigia o cotidiano e intimidade dessas jovens, por meio de mensagens, telefonemas e até perseguição em ambientes físicos como bares e baladas. Tal ato, infelizmente, além de causar incômodo, pode evoluir para agressões físicas e até a morte.


Ademais, o imediatismo social é pertinente à discussão. Indubitavelmente, como descreve o pensador Bauman a sociedade moderna é baseada na modernidade líquida, de modo que o indivíduo vive uma vida volátil e superficial sem laços emocionais e isso também leva ao crime de intrusão. De maneira que, por sentir-se isolado socialmente e alimentado por uma solidão constante, o criminoso sente a necessidade de atenção. Desse modo, ao encontrar um hábito ou modo de vida próximo ao da vítima o stalker fica obcecado, por esse motivo persegue virtual e fisicamente a pessoa desejada, manda presentes e frequenta os mesmo lugares. Entretanto, este é um comportamento de risco, uma vez que, ao ser rejeitado, o stalker pode se tornar violento e ainda mais possessivo o que pode causar danos para todos os envolvidos.


Portanto, fica evidente que os crimes por intrusão devem ser resolvido. Antes de tudo, os poderes Legislativo e Judiciário junto com a polícia civil devem garantir a segurança da vítima. Isso deve ser feito com a criação de leis, pelo Poder Legislativo, mais severas, além da prisão do stalker e a exclusão de todas as suas redes sociais, de maneira a bloquear seu contato com a vítima. Aliado a isso, o poder judiciário deve estabelecer uma ordem de afastamento que deve ser garantida com a presença de policiais que irão assegurar o cumprimento da lei e proteger integralmente a vítima. Por fim, com essas medidas o crime de intrusão será minimizado, vindo, por conseguinte, a melhorar o impasse no Brasil como um todo.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!