use o cupom aprovado21 e ganhe + 21% de desconto extra 21% OFF

As queimadas e a preservação do meio-ambiente

 Segundo o filósofo Sócrates, “Uma vida não refletida não vale a pena ser vivida”. Trazendo esse pensamento para o século XXI, é necessário refletir sobre as barreiras que impedem  o progresso da nação brasileira. Uma dessas barreiras é a queimada nas áreas de vegetação. De acordo com o site de notícia da Rede Globo, G1, em 2019 o número de focos de queimadas aumentaram em 110% em relação aos números do ano de 2018. Os maiores problemas causados pelas queimadas são: a liberação de CO2 na atmosfera, redução da biodiversidade e problemas na saúde humana. 



 



 Em virtude da modernização da agricultura brasileira iniciada no ano de 1970, a expansão agrícola causou grandes impactos ambientais como o desmatamento, a contaminação das águas, e as queimadas. Infelizmente, com essa expansão, os biomas, Cerrado e Floresta Amazônica, tornaram-se “HotSpot”, ou seja, áreas preservadas de modo emergencial. Nesse contexto, é evidente as consequências geradas por essas ações humanas, como por exemplo, a redução da biodiversidade. Pois, a destruição de biomas gera a redução de habitat e de recursos naturais de espécies nativas, causando o encolhimento no número de várias populações. Por conseguinte, é necessário estimular a preservação ao meio ambiente para que os biomas brasileiros não sejam mais devastados.



 



 Outrossim, é importante analisar o filme “Vingadores:Guerra Infinita”, dado que o personagem “Thanos” decide exterminar metade da população, com intuito de conter a uso excessivo de recursos naturais. Não distante da ficção, o ser humano utiliza exageradamente dos elementos da natureza para fins econômicos, dado que as queimadas são utilizadas para “limpar” o solo que foi desmatado para depois serem usadas para a agricultura ou pecuária. Logo, é necessário impedir o avanço das queimadas no território brasileiro, visto que a  queima das florestas libera CO2. Essa substância colabora para o aquecimento global, ou seja, no aumento da temperatura do planeta, além de aumentar os números de casos de doenças respiratórias no mundo.



 



 Portanto, medidas são necessárias para atenuar os casos de queimadas e aumentar a preservação ao meio ambiente. O Ministério do Meio Ambiente junto ao Governo,por meio de um projeto de lei entregue à Câmara dos Deputados,deve aumentar as verbas direcionadas ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA). Nele deve constar que, as verbas recebidas pelo IBAMA devem ser utilizadas para aumentar a fiscalização e a preservação desses territórios. Espera-se, com essas medidas, tornar o Brasil um país mais sustentável.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!