O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

As queimadas e a preservação do meio-ambiente

As queimadas no Brasil vem aumentanto a cada ano e, junto com os incêndios, existe o desmatamento. Esse fato é um grande problema não só para o Brasil, mas para o mundo todo, pois essas queimas podem destruir biomas inteiros e, também, podem constribuir para o agravamento do efeito estufa, aumentando ainda mais o aquecimento global. Dois pontos importantes a discutir são: o descaso do governo para com essa questão e o aquecimento do planeta que torna as florestas mais vulneráveis à incêndios.


Segundo o INEP,  foram registrados 7.986 focos ativos no mês de julho (um aumento de 28% em comparação aos outros meses). Metade desses incêndios são causados por proprietários de terras que usam a área queimada para plantação e para criação de gado. Além disso, de agosto de 2018 para agosto de 2019, foi registrado um aumento de 62% de derrubadas de árvores em áres florestais. Tais dados mostram a falta de preocupação do governo brasileiro, muito por causa da flexibilização que ocorre na concessão de espaço florestal para agropecuarios desmatarem e também pela pequeno número de fiscais para cobrir áreas tão grandes e poder identificar ilegalidades e conseguir prender os responsáveis.


Além disso, a temperatura do planeta está aumentando constantemente. Esse problema é causado pelo agravamento do efeito estufa, que é causado pela emissão de gases como o CO² e o gás metano, liberados por ações humanas, como o uso de combustíveis fósseis. Esse aquecimento faz com que o fogo se espalhe mais rápido pela mata, pois o aquecimento global prejudica as chuvas o que acaba deixando o lugar mais seco. Como exemplo disso, pode-se observar que devastação da Amazônia prejudicou as chuvas e ajudou o Pantanal a bater o recorde de queimadas em julho desse ano.


Portanto, diante do problema exposto, é necessária a intervenção do governo antes que as queimadas e o desmatamento destruam as florestas por completo. Primeiramente o Ministério da Economia tem que direcionar mais recursos para o IBAMA, já que um dos empasses é a falta de dinheiro para fazer as operações. O número de fiscais também deve aumentar, tendo o suficiente para fiscalizar grandes áreas e indentificar as práticas ilegais. Assim sendo, não só o número de destamamento deve diminuir, mas o de queimadas também. Com isso, espera-se que a preservação da floresta Amazônica seja solucionado, pois ela é muito importante para o país e para o mundo todo.


 


 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!