O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

As dificuldades de inserção de universitários e recém-formados no mercado de trabalho

A Teoria do Medalhão, segundo Machado de Assis, afirma que a aparência representa somente a parte visível aos olhos humanos, já a essência consiste no que de fato o obejeto é. Analogamente a essa citação, tem-se a questão da inserção de universitários e recém-formados no mercado de trabalho, visto que grande parte das pessoas tem o pensamento de que possuir um ensino superior é sinônimo de obter um bom emprego (aparência). No entanto, observa-se diversos empecilhos que dificultam o encontro de um emprego por tais indivíduos (essência); tal fato decorre da sua falta de experiência, bem como da exarcebada quantidade de graduados que é desproporcional ao número de vagas ofertadas.


Em primeiro plano, é importante ressaltar a falta de experiência como um fator decisivo para a dificuldade da entrada no mercado de trabalho por indíviduos que obtiveram um diploma recentemente. Sob esse prisma, tem-se uma situação contrária ao contrato social, de Thomas Hobbes, segundo o qual "é dever do Estado impedir o caos e a desordem". Nesse sentido, observa-se uma negligência por parte de tal órgão, visto que, apesar de já existirem programas para empregar jovens estudantes, não há abrangência para todo o público, ocasionando um cenário no qual muitos indivíduos não conseguem um emprego antes de concluir a gradução e a possibilidade da perda de uma vaga ao concorrer com profissionais mais experientes.


Ademais, outra questão a ser destacada é a grande disparidade entre o número de graduados e o de cargos disponíveis. Nesse cenário, segundo o site "G1", foi observado um aumento de 50% no número de graduados no nível superior no Brasil em um período de 10 anos, proporcionando, assim, a superlotação de algumas profissões além da dificuldade da inserção de novos profissionais no mercado trabalhista.Nesse contexto, tem-se como consequência a subutilização de uma mão de obra altamente qualificada. Assim,tais indivíduos trabalham em um emprego que não exige o ensino superior realizado.


Destarte, é evidente as causas e as consequências em relação aos obstáculos enfrentados pelos recém formados no mercado de trabalho; em função dessa situação, medidas devem ser tomadas. Portanto, o Governo Federal - como órgão máximo do Estado- deve proporcionar uma melhor preparação em relação à obtenção de experiência pelos universitários, por meio do oferecimento de vagas direcionadas para tais indivíduos, com o objetivo de minimizar o número de graduados que não conseguem um emprego em sua área e, assim, essência e aparência se tornem equivalentes.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!