O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

As dificuldades da inserção de jovens no mercado de trabalho

       Segundo o economista alemão Klaus Martin, o mundo está a bordo de uma revolução tecnológica que transformará a forma em que vivemos, trabalhamos e nos relacionamos. Em face disso, é notório que, na contemporaneidade o processo de qualificação da mão de obra não acompanhou o rápido desenvolvimento tecnológico das empresas, visto que elas necessitam cada vez mais de trabalhadores especializados, mas no Brasil políticas públicas são fracas acerca de oportunidades para a população. Por isso, é relevante uma análise dos aspectos que corroboram essa problemática intrínseca à realidade brasileira, dentre os quais destacam-se a desigualdade social e a ineficiente inclusão digital.


 


      Antes de tudo, como primeira constatação observa-se que preocupações associadas à desigualdade social não apenas existem como crescem a cada dia. Por conta disso, é preciso buscar as causas dessa questão, entre as quais, emerge como a mais recorrente a má distribuição de renda, a qual impossibilita que grande parte dos brasileiros consigam a ascensão econômica e social. Dessa maneira, sem a presença de uma lógica que permita tomar decisões de bom senso, esse empecilho tem sua intervenção dificultada e desenvolve a ilusão de que a revolução tecnológica mudará totalmente a sociedade.


 


      Ademais, outro ponto importante está relacionado às questões geradas por esse contexto. Como efeito negativo dessa problemática está a ineficiência na inclusão digital. Outrossim, indubitavelmente, para o crescimento econômico da nação é de suma importância a propagação do ensino, e o conjunto Educação a Distância mais a tecnologia contribuem com a inserção dos jovens. Nessa perspectiva, o plano "Novos Caminhos", criado pelo Ministério da Educação, visa contribuir no aumento de 80% nas matrículas em cursos técnicos e de qualificação profissional até 2023. Entretanto, de acordo com o ministério mais de 10 milhões de brasileiros não trabalham e não estudam. Logo, trazer à pauta o tema da educação e debatê-lo amplamente aumentaria a chance de atuação nele.


 


     Torna-se evidente, portanto, que medidas são necessárias para conter o avanço desse problema. Para tanto, cabe ao Governo Federal, que tem como finalidade regrar e organizar a sociedade, por meio da aprovação no Congresso Nacional, disseminar redes de "internet" nos locais deficitários e a criação de centros com computadores gratuitos para os indivíduos de todas as cidades para poderem ter a possibilidade de estudar e verificar a oferta de vagas de trabalho, a fim de beneficiar o desenvolvimento do país. Dessa forma, ressalta-se a importância de se amenizar esse malefício, pois, como afirmou Martin Luther King: "Toda hora é hora de fazer o que é certo."


 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!