O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

As dificuldades da inserção de jovens no mercado de trabalho

Com a revolução técnico-científico-informacional, principiada em meados do século XX, foi necessário um reajuste nos meios de produção, tal como a exigência de uma elevada especialização. Alude a isso as dificuldades da inserção de jovens no mercado de trabalho, não apenas pela desqualificação, como também em detrimento da mínima de incentivo aos estágios.
Consoante à Pesquisa Nacional por Amostra do IBGE, há mais desempregados do nível médio - cerca de 40% - e menos do nível superior - a baixo de 10%. Esses dados revelam o considerável desafio de engajar-se em um emprego, no cenário atual do país, uma vez que não haja capacitação crucial para executar os serviços. Dessa forma, nota-se a evidente indispensabilidade da formação técnica ou profissional daqueles de tenra idade.
Ademais, o problema de inserir a juventude em uma carreira de trabalho, ocorre devido ao baixo índice de políticas as quais viabilizem a experiência enquanto em processo de aprendizagem.Vale ressaltar, no entanto, o requisito de excelência do currículo por parte dos contratantes. Isso culmina na gritante desvantagem dos recém-formados diante dos peritos na área. Desse modo, torna-se vital tanto a qualificação teórica quanto a prática.
É inegável, portanto, que a falta de espaço para os jovens no mercado de trabalho é um cenário crítico que deve ser revertido. Nesse viés, urge que o Poder Legislativo promulgue leis que obriguem estágios nas empresas ao estabelecer uma ínfima dos aprendizes de 20% dos empregados de cada corporação. Através da união destas com as universidades, a fim de assegurar aos graduandos uma vaga de emprego, além de incentivar o ingresso de muitos no ensino superior.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!