ENTRAR NA PLATAFORMA
As altas taxas de feminicídio no Brasil

O conceito de entropia, da física, mensura o grau de desordem em um sistema. No entanto, fora das ciências da natureza, no que concerne o feminicídio, percebe-se a configuração de um problema entrópico, em virtude do caos presente na questão. Nesse contexto, torna-se necessário o debate acerca das altas taxas de feminicídio no Brasil.


 


A princípio, é imperioso destacar que, em função da morosidade legal, amplia-se a ousadias dos assassinos. Segundo Michel Focault, o dever do Estado é administrar a disposição certa das coisas pela manutenção do bem-estar social. Todavia, observa-se a omissão dessa tarefa estatal pela falha da justiça feminina, consequentemente se eleva a audácia dos agressores – conforme o Mapa da Violência, o Brasil é o quinto país que mais mata mulheres no mundo. Desse modo, é inegável que a rejeição a uma penalidade severa deve ser desconstruída, sob pena da continuidade e do aumento do feminicídio brasileiro.


 


Além disso, é relevante ressaltar o histórico sociocultural do Brasil. A respeito disso, é válido mencionar a era do açúcar no nordeste, no qual o senhor de engenho era dono das terras, escravos e de sua mulher. Hodiernamente, em detrimento do patriarcalismo, a sociedade define a mulher como inferior e subordinada ao sexo masculino e, por isso, evidencia-se a naturalidade da prática do feminicídio. Dessa forma, a sociedade deve lutar pela desconstrução do machismo enraizado que dissemina uma herança negativa do poder do homem sobre a mulher contemporânea.


 


É evidente, portanto, que são necessárias medidas para amenizar o feminicídio na sociedade brasileira. Para a implementação da melhoria do complexo penal brasileiro, urge que o Poder Legislativo, pelo intermédio do seu poder sobre as leis, amplie as penalidade sobre o crime do feminicídio, a fim de impedir assassinatos pelo medo judiciário. Outrossim, é vital que a indústria cinematográfica, por meio de filmes e séries, dissemine documentários que mostre a luta feminina contra o machismo e o feminicídio brasileiro, com o objetivo de conscientizar a população da necessidade do respeito físico e psicológico das mulheres. Somente assim, o assassinato feminino não será um problema entrópico no Brasil.


 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde