ENTRAR NA PLATAFORMA
Aplicativos fazem do mundo um lugar melhor
A revolução industrial inglesa do século XVIII ocorreu devido a uma urgência por adaptação a um novo estilo de vida e organização da sociedade. De maneira análoga, hodiernamente é visível que os aplicativos de celular representam um novo padrão de comportamento na contemporaneidade, seja pela praticidade, seja pela "aceleração" dos novos tempos.
Em primeira análise, conforme os conceitos biológicos que dizem que os seres vivos tendenciam a fazer o que é "mais fácil", os aplicativos rapidamente se disseminaram entre os povos devido a sua praticidade e facilidade de acesso. Nesse contexto, dentro de sociedades cada vez mais globalizadas e capitalistas, essa nova ferramenta tecnológica serve como um bom meio de resolver problemas e remover barreiras.
Além disso, conforme o sociólogo Jonatas Ferreira, o tempo é um conceito com implicações políticas, culturais e existenciais. Sob esse viés, é notório que a noção de um tempo mais "acelerado", diante das novas tecnologias e relações interpessoais, acabou fazendo com que a acessibilidade rápida, proporcionada pelos aplicativos, fosse indispensável para as sociedades contemporâneas.
Ante o exposto, visando tornar o mundo um lugar melhor, é mister incentivar o surgimento dos aplicativos. Assim, a Organização das Nações Unidas (ONU) deve fazer um projeto que premie iniciativas inovadoras de aplicativos que melhoram a vida das pessoas, por meio de acordos com os países, com o fito de proporcionar, cada vez mais, a integração social e o desenvolvimento humano. Com isso, a densidade demográfica poderá se tornar melhor.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde