ENTRAR NA PLATAFORMA
Aplicativos fazem do mundo um lugar melhor
A terceira revolução industrial, também conhecida como revolução tecno-científica, foi determinante no desenvolvimento da tecnologia que visa melhorar a qualidade de vida das pessoas. Para isso, a criação de softwares e aplicativos tornou-se um fator essencial para facilitar a realização de atividades no nosso cotidiano. Na sociedade atual, percebe-se uma certa dependência das pessoas para com o uso desses aplicativos, sendo necessário um olhar mais atento quanto ao uso excessivo dessa tecnologia.

Em um primeiro plano, deve-se entender que os aplicativos fazem com que a sociedade se sinta mais seguras durante a realização de suas tarefas. Pode-se verificar, por exemplo, que softwares como o Excel, ao realizarem cálculos imensos, economizam uma grande parcela de tempo das pessoas, que, comumente, necessitariam de muito para fazê-los. Já aplicativos como Facebook e Instagram permitem a comunicação entre os indivíduos nos mais variados lugares do mundo. Nesse sentido, percebe-se que o uso dessa tecnologia é essencial para o desenvolvimento social, devendo-se utilizá-la da forma que traga menos problemas.

Por outro lado, há uma preocupação quanto ao uso demasiado desses programas. Segundo o escritor Jaak Bosmans, a globalização encurtou as distâncias métricas, aumentando muito mais as distâncias afetivas. O uso excessivo dos aplicativos de relacionamento torna a comunicação verbal e presencial cada vez mais raras, sendo incomum encontrarmos grupos de amigos conversando nas calçadas. Paralelamente a isso, a dependência desses softwares para realização de atividades simples, como cálculos de soma ou subtração, resulta na diminuição da capacidade de raciocínio das pessoas, dirimindo aos poucos as possibilidades de desenvolvimento cognitivo. Dessa forma, faz-se necessária a busca de medidas que visem diminuir as consequências do uso abusivo desses aplicativos.

Sendo assim, apesar da necessidade do uso desses programas na nossa sociedade, a utilização excessiva pode acarretar em graves problemas. Para combatê-los, são necessárias alternativas concretas que tenha como protagonistas o Estado, a escola e a mídia. O estado deverá promover campanhas de conscientização que visem mostrar à sociedade as consequências do uso abusivo dessa tecnologia, no intuito de reduzir o número de dependentes. A escola, formadora de caráter, deverá preparar os jovens para utilizar esses aplicativos de forma consciente, a fim de melhorar o desenvolvimento cognitivo dos futuros cidadãos. A mídia deverá veicular propagandas que mostrem os benefícios e malefícios do uso desses programas, com a finalidade de tornar a sociedade julgadora da necessidade do uso de tais. Somente assim, conscientizando a população, poderemos utilizar os aplicativos para tornar a nossa vida cada vez melhor.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde