O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Ansiedade: a doença dos millennials

Segundo a sociologia, a geração millenium compreende os nascidos entre os anos 1980 e 2000, os quais estão imersos em uma sociedade altamente capitalista e baumaniana, em que a competitividade e o sucesso na vida são extremamente valorizados. Segundo a Organização Mundial da Saúde, 33% da população mundial sofre desse mal. Desse modo, vê-se que a ansiedade é uma doença que atingue a todos, em especial os jovens dessa geração. Dentre os motivos que causam e agravam esse quadro estão as cobranças das instituições sociais, como a escola e o ambiente corporativo, além do uso massivo das redes sociais que idealiza a vida perfeita. Diante disso, é fundamental que a sociedade se mostre ativa e receptiva para esses indivíduos, ajudando-nos a estarem conscientes da sua realidade.


Primeiramente, é fato que a sociedade capitalista atual cobra demasiadamente do indivíduo, principalmente as instituições como a escola e o ambiente corporativo. Segundo o sociólogo polonês Zygmunt Bauman, é inegável a existência da mercantilização da vida, as quais surgem da intensificação da tecnologia e da especialização dos trabalhadores. Todos esses fatores, somado à forma árcade que a escola e o ambiente de trabalho se configura, corroboram para que o indivíduo se torne uma mercadoria, o qual busca e se cobra pela perfeição em todos os âmbitos da vida. Tal cobrança gera inquietação e ansiedade nos jovens, os quais buscam alívio nas drogas, como o álcool e os remédios.


Ademais, as redes sociais têm grande influência nesse surto de ansiedade. Segundo o sociólogo alemão Émile Durheim, os fatos sociais, que são externos e gerais, moldam e influenciam o comportamento dos indivíduos, nesse caso, por meio das redes sociais, as quais idealizam e padronizam a vida bem sucedida e, além disso, impõem caminhos e deveres para conquistá-la. Um grande exemplo é a vida dos estudante, os quais são constantemente infuenciados pelas mídias sociais, principalmente pelos studygrammers, a estudarem o máximo possível e se privarem dos lazeres, pois, caso contrário, jamais conquistarão sua sonhada aprovação. Desse modo, vê-se que a geração millenium convive com a ansiedade desde seu surgimento e medidas governamentais devem ser tomadas para amenizar esse quadro.


Portanto, diante do supracitado, urge que a Mídia - por ter maior contato com a população - promova campanhas acerca da ansiedade e suas consequências para os indivíduos, por meio das redes sociais de maior engajamento, como o Facebook e Instagram, a fim de desconstruir a padronização da vida e o desgaste mental como modo para o sucesso, e formar cidadãos conscientes da sua realidade e da pressão negativa a que são diariamente submetidos. Além disso, é fundamental que a Escola - sobre a figura dos professores - e as empresas mudem a sua relação com os cidadãos, de modo a diminuir a cobrança sobre eles e manter relações amigáveis, a fim de diminuir os seus níveis de ansiedade. Dessa forma, poder-se-á diminuir a influência da sociedade baumaniana e dos fatos sociais de Durkheim na vida dos indivíduos que sofrem com este mal do século: a ansiedade.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!