O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Ansiedade: a doença dos millennials

Ansiedade no século XXI

Desde a guerra fria com o surgimento da internet, e o crescimento da mesma durante o século XX, o ser humano tem um poder de adquirir conhecimento e dividir experiências em segundos. Esses meios usados em excesso resulta na crescente onda de ansiedade na nova geração.
Inicialmente, coloca-se como prioridade discutir que a internet e as redes sociais proporcionam uma troca imediata e vasta de informações e comunicações.Segundo a psicóloga Nataly Martinelli especialista em transtornos de ansiedade, o uso excessivo da tecnologia ( celulares,jogos eletrônicos,etc) tem um efeito de "combustível" para processos geradores de ansiedade.Ou seja, imediatismo e a extensas opções de escolhas causam preocupações exorbitantes ,o que resultam como causas para a ansiedade.
Além disso,a falta de discussão na sociedade sobre saúde mental prejudica a propagação de meios para prevenir a ansiedade. De acordo com a PAHO( Organização Pan-Americana de saúde),a cada 1 dólar investido no tratamento e prevenção de transtornos mentais comuns como depressão e ansiedade,resulta em um retorno de 4 dólares em melhores condições de saúde e capacidade de trabalho. Portanto,a falta de investimento e discussão gera prejuízos ao país e a população.
Concluindo, medidas devem ser tomadas para diminuir ansiedade no século XXI,são necessárias políticas públicas. Assim o Ministério da Saúde,com o auxílio das mídias sociais,deve criar campanhas de discussão e prevenção do transtorno de ansiedade,por meio de publicidade nas redes de comunicação (internet,TV, jornais, etc), uma vez que a população será incentivada ao debate,a fim de diminuir o crescente número de pessoas afetadas pelo problema.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!