O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Animais em cárcere

Consciência anestesiada, consumo satisfatório.
A pintura retrógrada atual de animais como seres inferiores, irracionais e desprovidos de sentimentos, provêm de uma premissa primitiva e cruel que, aliada ao encarceramento e desvalorização da liberdade dos animais, justifica o tratamento desumano de uma sociedade que finge ser ética, mas prefere a morte a considerar provar uma comida vegana. E isto, sem considerar a proliferação de vídeos de resgate de animais na Internet, visualizados e glorificados por pessoas que não participam de campanhas de auxílio à animais de rua por preguiça.
Nos dias atuais, são vários os casos de abuso à animais encarcerados que geram repulsa da população, como o episódio no início das Olimpíadas, onde o exército Brasileiro decide considerar motivo de orgulho exibir, ao lado da tocha olímpica; símbolo de liberdade, atividade e evolução, a onça, mascote do exército, acorrentada e posteriormente fuzilada por se rebelar. Tais comportamentos humanos revelam a crueldade e insensibilidade que destroem a ética Humana.
Como no mito da Caverna de Platão, o cárcere de animais é paralelo à raiz da maioria dos problemas da Humanidade, como guerras, miséria e desigualdade econômica absurda, onde o Humano é dono de um conformismo embutido e insano, que promove o isolamento do indivíduo das dificuldades do mundo exterior, e assim, o anestesiando de sua própria consciência. É possível ter como exemplo da nossa sociedade contemporânea a criança que, entediada, resolve esmagar insetos como forma de passar o tempo, alheia ao sofrimento que causa. Este é um verdadeiro retrato da Humanidade que encarcera canários na sala de estar e se entretêm nos fins de semana em zoológicos e circos que maltratam animais.
Para terminar a crueldade contra os animais e sua liberdade, é vital que o governo intensifique a fiscalização de circos a procura de maus tratos aos animais e que feche zoológicos, colocando os animais resgatados em santuários com condições propícias e adequadas para a sua manutenção satisfatória. Também, a população deve participar dessa luta por meio de políticas sociais que promovam a conscientização geral, visando a denúncia e fiscalização de circos ilegais e jogos que abusem de animais. Além disso, é necessário a implementação de penas mais fortes por parte do Estado para aqueles que maltratem, encarcerem, ou violentem animais, silvestres ou domésticos.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!