O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Animais em cárcere

Jaulas, gaiolas, correntes, cercas. Infelizmente, essa é a imagem mais comum quando nos deparamos com animais dos mais diversos tipos no território brasileiro. A enorme diversidade ecológica que teríamos a oportunidade de apreciar no Brasil, não condiz com a ética que deixamos de lado ao mal-tratarmos os bichos das piores maneiras possíveis.
Em primeiro lugar, o tráfico de animais é comum, tem baixo índice de repreensão e está enraizado no dia-a-dia dos criminosos. Não raro, encontramos esses bichos vindos do crime em circos, zoológicos e aquários fazendo as mais diversas apresentações. Porém, esse teatro com as espécies só existe porque nós financiamos essa prática tão prejudicial para os bichos, sem preocupar-nos que estamos lidando com sentimentos. Pois, os selvagens e cruéis com as vidas ali presente somos nós. Assim dizia Thomas Hobbes, -" O homem é lobo do próprio homem".
Como resultado, observamos a precisão de Newton ao calcular a lei que diz que toda ação tem uma reação de mesma intensidade, pois, com toda essa violência contra os animais, as consequências são alarmantes. Na natureza, os nichos ecológicos, ou seja, a função de cada animal no meio ambiente está sendo prejudicada, pois, os mesmos encontram-se engaiolados e com risco de extinção, alcançando também a cadeia alimentar dos animais, ferindo todo um ecossistema que deveria funcionar em seu mais alto nível de harmonia. Exemplo disso , é a alta taxa de captura de aves, que deveriam estar cumprindo sua função alimentando-se de animais peçonhentos. No entanto, ao retirarmos os pássaros do meio ambiente, o número de animais que seriam alimento para eles só aumenta.
Entretanto, faz-se necessário a conscientização através da educação. Explicar para a sociedade que o financiamento do tráfico é uma prática que não condiz com a moral, é dever dos agentes educadores brasileiros. Palestras e campanhas que envolvam alunos e familiares nas escolas e universidades são bons métodos de informar que a vida de milhares de animais estão sendo destruídos todos os anos, e, por consequência uma parte da cultura e da história brasileira está sendo devastada.
Fica clara, portanto, a necessidade de intervenção das escolas e universidades na busca pelo fim dos maus-tratos aos animais. O governo, em parceria com o Poder Legislativo e com o Ministério do Meio Ambiente, deve sancionar leis que tratem de forma mais severa e justa toda forma de crimes contra os bichos, além do aumento do número de policiais ambientais, por meio de concurso, e um crescente investimento nos equipamentos dos mesmos. A mídia, deve pregar por meio de jornais, documentários, novelas e propagandas, sobre a importância da valorização do animal para a história do Brasil, além da necessidade dos mesmos se encontrarem em seus devidos habitats. No entanto, ainda há muito a ser feito, mas, como disse Platão - " O começo é a metade do todo".
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!