O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Altruísmo no mundo contemporâneo

West Ham. Connecticut. EUA. Cerca de duzentos jovens, após voltarem de uma viagem escolar, são forçados a formar uma nova sociedade em virtude do desaparecimento da população de sua cidade e a impossibilidade de comunicação com áreas externas á West Ham. Nesse sentido, conflitos de interesses pessoais se tornam presentes nesse cenário, dificuldado o convivio social dos adolescentes. Embora essa seja trama da série ''The Society'', há uma abordagem de uma problemática vivida pela sociedade contemporânea: a falta de altruísmo. Isso ocorre perante a formação de uma sociedade competitiva e a introdução de vínculos tecnológicos nas interações sociais. Essa cenário constitui o desafio de elucidar o impasse em questão.


É importante ressaltar, em primeiro plano, que as relações sociais baseadas em uma realidade de competitividade, enfraquece o sentimento de altruísmo e dificultando a formação de indivíduos abnegados. Sob essa ótica, analisando o passado das relações politicas mundiais, observa-se competições territoriais, sociais e economicas presentes em um cenário caótico de guerra onde as pessoas são vítimas de um conflito de interesses. No presente, embora as guerras não tenham sido extintas, como no caso das guerras territoriais do Oriente, a competitividade ganhou novos meios. O cenário academico é um belo exemplo para tal: a busca pelo conhecimento em abundância para fins de aprovações em vestibulares, concursos e entre outros, muitas vezes geram sentimentos que dificultam ações pensadas para benefício do proximo que encontra-se no mesmo dilema de competitividade academica.


Outrossim, com a chegada de tecnologias, as relações socais se tornaram cada vez menos interessantes e a população cada vez mais dependente do meio tecnológico para expressar seus sentimentos. Nesse viés, o filósofo Zygmunt Bauman cunha o termo de modernidade liquida para se referir a um mundo globalizado onde interações se tornam cada vez mais artificiais e desorganizadas. Sem a necessidade de expressar sentimentos no dia á dia de forma presencial, e com a possibilidade de interagir com as pessoas com apenas o apertar de um botão, o sentimento e o altruísmo se tornam cada vez mais liquidos a cada geração.


É mister, portanto, que, diante da problemática em questão e das causas exploradas, que esse cenário se resolva. Para reverter a falta de altruísmo nos dias atuais, urge que o papel da familia entre de forma efetiva em conjunto com os meios de comunicação em massa, incentivando a interação de crianças e adolescentes com a diminuição de contato tecnologico e o entendimento das questões competitivas para formação de sentimentos abnegados e que se tornem cidadãos que visam ao proximo e auxiliem na formação de um pais mais altuísta, impedindo que a realidade de West Ham se torne a realidade do Brasil

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!