ENTRAR NA PLATAFORMA
Alienação parental no Brasil

A novela Salve Jorge, aborda um episódio em que a personagem Antônia está com dificuldades de conviver com a sua filha, pois, o pai dela manipula o seu pensamento e sempre a coloca contra a mãe e isso provoca traumas e consequências negativas na manutenção de vínculo com a genitora, paralelo a isso, no Brasil, o fenômeno acontece e tem consequências tão devastadoras quanto na novela. A princípio, tal narrativa tinha, como objetivo, mostrar um pouco da realidade das pessoas que enfrentam esse cenário. Contudo, a Síndrome de Alienação Parental (SAP) é um distúrbio no qual uma criança, cria um sentimento de repúdio a um dos pais, devido a uma combinação de fatores, incluindo a doutrinação pelo outro progenitor. Logo, deve-se observar os confrontos internos a partir da relação entre os pais e, também, é preciso analisar os efeitos psicológicos que podem provocar nas relações familiares. Dessa maneira, em razão das oposições internas e das ações psicológicas, muitos adolescentes e crianças tornam-se mais depressivos com o resultado desses atos.  
Em primeira análise, segundo dados evidenciados pelo Ministério Público, estima-se que mais de 20 milhões de crianças no mundo sofram este molde de violência. Nesse contexto, isso pode ser observado em conflitos internos entre os pais, em que a mãe ou o pai reflete seus traumas, ciúmes ou algo desagradável que sofreu no seu antigo relacionamento, impedindo a presença da criança com o genitor. Sendo assim, a criança, que deveria ser protegida desses comportamentos hostis, é posta como centro de todos os embates. Com isso, os jovens e as crianças poderão desenvolver comportamentos prejudiciais: depressão, ansiedade, nervosismo e, até mesmo, comportamentos agressivos. Nessa análise, cada cidadão é afetado de formas distintas e, infelizmente, na maioria dos casos, os pais não evitam essa atitude preocupante.  
Acrescente-se à questão analisada, é evidente que a presença paterna e materna na vida de uma criança e adolescente é importante para que possa evitar problemas psicológicos ligados à ausência dos pais. Nesse contexto, de acordo com Benjamim Franklin, a paz e harmonia é a verdadeira riqueza de uma família. Entretanto, mesmo que haja uma separação, isso torna-se mais crucial, contribuindo para uma saúde mental melhor. Em contrapartida, muitos cônjuges não agem da forma precisa e, consequentemente, prejudicam a evolução dos seus filhos. Essa conduta é abundantemente prejudicial, por conseguinte, é significativo eliminar esses atos.  
Portanto, faz-se necessário ao Ministério da Família inibir práticas abusivas entre os pais, com advertências, multas, alterações, inversão de guarda ou, em casos mais graves, suspensão da autoridade parental, com o fito de evitar danos maiores na vida de uma criança. Some-se a isso, cabe ao Ministério da Saúde possibilitar, para essas famílias, acompanhamento com psicólogos e psiquiatras, visto que a Síndrome de Alienação Parental seja uma doença, é relevante que os pais façam tratamentos e terapias para que o desgaste emocional seja evitado em ambos. Dessa forma, tais intenções mostram-se admiráveis para a construção de uma sociedade mais harmônica e justa.  

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde