O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Água

O filósofo Tales de Mileto eternizou a célebre sentença: '' A água é o princípio de todas as coisas''. Analisando o pensamento e relacionando-o à realidade da questão da água no Brasil, principalmente no tocante da poluição, bem como do acesso desigual à água tratada. Percebe-se, a necessidade de desenvolver meios alternativos que visem garantir os direitos humanos promulgados na Constituição Federal de 1988.


Em primeiro plano, destaca-se a renomada obra de Graciliano Ramos: '' Vidas Secas'', a qual relata a seca nordestina e a necessidade constante de migração, no qual os indivíduos são oprimidos pela ausência de água e consequentemente tornam-se vítimas no contexto social. Similarmente o romance pode ser indagado hodiernamente, visto que o acesso a água potável é um privilégio daqueles que têm recursos financeiros. Vale ressaltar, que segundo estudo divulgado pela Organização das Nações Unidas (ONU), até 2050 somente 55% dos brasileiros terão disponibilidade de água tratada. Logo, é possível ratificar que haverá uma redução no índice de Desenvolvimento Humano (IDH), ou seja, na qualidade de vida da população afetada.


Outro fator existente é a poluição dos pélagos, em conformidade com o documentário Oceanos de Plástico 80% do lixo encontrado nos oceanos são provenientes de fontes terrestres. Indubitavelmente, essa realidade é reflexo do consumismo exacerbado do corpo social combinado com a ausência da relevância dos três R's, reutilizar, reduzir e reciclar. Além disso, os defensivos agrícolas utilizados pelos brasileiros são a segunda causa de contaminação da água. Sob esse mesmo viés, é importante destacar que uma quantidade significativa de água é destinada para a agricultura, sendo empregada nos sistemas de irrigação, no qual ocorre um significativo desperdício de água. Sendo assim, Tales já reconhecia a relevância da água para sobrevivência, todavia é essencial conscientizar os cidadãos sobre a preservação deste recurso limitado.


Levando-se em consideração esses aspectos, somos levados a acreditar que é preciso superar o acesso desigual de água, como também a poluição aquática. Portanto, faz-se necessário que o Ministério do Meio Ambiente invista capital para ampliar as redes de tratamento de água, como também a criação de um número expressivo de cisternas, a fim de promover o desenvolvimento dos brasileiros. Soma-se a isso, campanhas educativas nos educandários que abordem os malefícios gerados pela poluição dos oceanos com resíduos, com o intuito de formar cidadãos preocupados coma preservação dos recursos naturais. Destarte, o caminho foi traçado, basta dar o primeiro passo.


Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!