O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Aedes aegypt

O vírus da negligência como cofator do Aedes Aegypti
Os vírus têm uma capacidade muito grande de se adaptarem a adaptarem a anticorpos, e essas mutações os tornam cada vez mais resistentes e perigosos. O Aedes Aegypti é o vetor dos vírus da Dengue, Zica e Chinkungunya, mas o principal problema para ser considerado uma praga é a negligência da polpulação , por não ter em maioria uma atitude ativa; e do governo, por não desenvolverem projetos de saneamentos em áreas mais pobres; dessa forma, o maior problema transcende ao mosquito.
Segundo Aristóteles, o ser humano é um indivíduo político, ou seja, necessariamente precisa agir também para uma melhoria social. Todavia, devido a uma educação defasada, o brasileiro ainda está longe de corresponder à expectativa do filósofo, já que, devido ao descuido do que é público, a exemplo do ambiente que o cerca, acaba por intensificar o problema social relacionado à proliferação de larvar de mosquitos transmissores dos vírus citados.
Somando-se a isso, as políticas públicas não oferecem o cuidado necessário ao saneamento em áreas com processo de favelização, onde possuem os maiores índices de doenças e vetores. Isso acontece porque o governo não tem um dever legal, já que se trata de áreas de invasões, e por essa falta de ação os esgotos fica à céu aberto e em paralelo forma um berçário natural para o inseto. Apesar de não ser um dever legar, é um dever moral, e deveria ser exemplo para incentivar as ações individuais. Segundo Confúcio, filósofo chinês, o exemplo dos governantes estimulam as iniciativas de seus governados.
Portanto, observa-se que, junto à resistência viral, a negligência, por parte do indivíduo e do estado, intensifica o problema. Sendo assim, é fundamental, por parte do cidadão, uma atitude mais social: monitorando o seu espaço contra focos; além disso, a mídia deve continuar com o trabalho de conscientização; assim como ONGs que precisam ajudar tanto na fiscalização quanto na conscientização; e por fim, o governo deve prestar o serviço de saneamento e fiscalização a áreas mais pobres, pois nessas regiões estão os problemas mais graves. Dessa forma, as ações conjuntas mudarão o quadro preocupante do Brasil.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!