O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Aedes aegypt

O gigante das epidemias.

Com a chegada da urbanização, no século XX, junto a falta de planejamento para a sua recepção, geraram uma série de problemas conturbados na sociedade brasileira. Uma dessas complicações, foi a grande proliferação do mosquito Aedes Aegypti, tendo por consequência, uma grave expansão da febre amarela. Após esse período de grandes perdas e mortes, e um controle da propagação, aproximadamente cem anos depois, um novo surto da doença aparece, unido a dengue, zika e chikungunya, mostrando-nos que o caos dos anos 90, não serviram de aprendizado para os brasileiros.
No começo de 2016, segundo o Ministério da Saúde, cresceram em 48% os casos de dengue no Brasil, decorrente de algumas situações persistentes, como a falta de uma eficaz rede para tratar do acúmulo de lixo, a falta de conscientização das pessoas em separar seus resíduos, e também, as consequências da ausência de limpeza das suas residências, gerando assim, água parada e promovendo ambientes favoráveis a proliferação do mosquito.
Por outro lado, muito já se foi feito para acabar com essa situação, como a vacina oferecida gratuitamente pelo governo, mas, contrariando a expectativa, a imunização não foi bem recebida pela população, resultado do histórico do nosso país, remetendo-nos a novembro de 1904, com a Revolta da Vacina.
Portanto, a nossa história junto aos grandes problemas sociais e sanitários, vão fazer com que esses problemas persistam cada vez mais. Sendo assim, é necessário que o governo tenha uma rede de tratamento de lixo que independa de aterros sanitários, além disso, deve-se ter uma maior atenção aos terrenos abandonados, por serem os principais focos de reprodução. Por parte da mídia, a ajuda com a divulgação de hábitos preventivos, mas também, a sociedade deve aproveitas as oportunidades, mantendo suas residências sem acúmulo de água e acrescentando a sua rotina, o uso do repelente, para que assim, o tão esperado fim, aconteça.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!