O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Aedes aegypt

Vetor de transmissão dos vírus da Dengue, Febre amarela, Zika e Chikungunya, o mosquito Aedes Aegypti já é um velho conhecido dos brasileiros. Desde pequenos aprendemos a não deixar água parada em pneus, vasos de plantas e outros recipientes, de modo a evitar a criação de novos focos de reprodução do mosquito, mas será que a conscientização e educação oferecidas pela escola e até mesmo na família, são suficientes para reduzir a proliferação do mosquito? O trabalho de educação e conscientização da população é a principal arma contra o Aedes, mas será que temos outros recursos que podem ser usados nessa guerra?
Em primeiro lugar é necessário reconhecer que informação é importante, independente da técnica ou método usados para combater o mosquito, a população deve estar atualizada sobre as novidades que envolvem os vírus transmitidos pelo Aedes. A natureza está em constante mudança, basta lembrar da Zica e Chikungunya que até a década passada eram desconhecidas no Brasil, se a informação não chega na hora certa, pode ser tarde demais. Além do papel da família e da escola no ensino e educação das crianças, devemos cobrar através das autoridades competentes o fornecimento, publicação e divulgação das informações pertinentes.
Uma nova arma que vem apresentando resultados animadores é o mosquito transgênico, um gene criado em laboratório e geneticamente modificado em mosquitos machos, produz uma proteína que em excesso é capaz de matar o mosquito antes mesmo de chegar a sua vida adulta, quando vira vetor da doença. O mosquito quando solto na natureza, reproduz com fêmeas selvagens transmitindo o gene da doença para a prole, diminuindo drasticamente a população de vetores. O Aedes transgênico foi testado em dois municípios no interior da Bahia, onde a comunidade de mosquitos foi reduzida em até 80%, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária.
Não há dúvidas de que informação é o principal recurso do Brasil contra o mosquito, mas devemos continuar os estudos e pesquisas focados em novas armas, mosquitos transgênicos são promissores e já provaram a sua eficácia, devemos amadurecer os projetos nessa área e aplicá-los em escalas cada vez maiores. Seguindo nesse caminho, temos grandes chances de vencer essa guerra contra o Aedes Aegypti.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!