O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Aedes aegypt

Educação ambiental e políticas públicas: remédios eficientes para combater o mosquito

A epidemia de doenças relacionadas com a infestação do mosquito Aedes Aegypti nos últimos anos no Brasil expõe o distanciamento existente entre a sociedade e a educação ambiental, ao tempo que alerta e questiona a capacidade do poder público de promover as medidas sanitárias que objetivam a promoção da saúde das pessoas.
Em todas as regiões do País milhares de pessoas vêm padecendo, inclusive há ocorrências de mortes, com diversas enfermidades causadas pelo mosquito de nome difícil mas de fácil percepção dos seus sintomas. Dor de cabeça, febre e dores pelo corpo, são sinais comuns à zika, à dengue e à chikungunya. A população assiste perplexa e letárgica ao retorno de moléstias que a muito tempo não frequentava os noticiários.
É compreensível que o aparecimento desse inseto voador, que pica as pessoas e dessa forma transmite os vírus que provocam tantos males, em regiões habitáveis demonstra as perigosas consequências da ausência de educação ambiental, e denuncia a falta de infraestrutura do centros urbanos e rurais, com a qual considerável parcela da população convive. Nesse mesmo contexto, se percebe que a destruição do habitat natural de espécies que são predadores do inseto vetor das doenças, contribui para sua disseminação rápida e descontrolada.
Diante desse quadro se faz necessário, por parte dos governos, a urgente adoção de medidas e políticas de promoção da educação ambiental permanente, inclusive com a inclusão de currículo escolar específico. Da mesma forma se deve implementar a fiscalização objetivando a diminuição do desmatamento e o reflorestamento de áreas degradas, fortalecendo dessa a biodiversidade e o retorno de espécies que promovam o equilíbrio ecológico. E finalmente a elaboração de estudos para a construção de obras de infraestrutura nas cidades que promovam o bem estar sanitário das pessoas e a sustentabilidade ambiental.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!