O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Aedes aegypt

Guerra Incessante
No limiar do século XXI, o desafio no combate ao mosquito Aedes aegypti são um dos maiores problemas que o Brasil foi convidado a administrar, combater e resolver. Por um lado, o governo precisa investir mais em ciência e tecnologia, em busca de erradicá-lo no país. Por outro, a ausência de educação e cultura da sociedade civil também impede que o impasse seja resolvido.
De acordo com ministro da saúde, Marcelo Castro, a dengue, chikungunya e a febre do Zika, em 2015, ultrapassaram mais de 1,5 milhões de casos no país, são números que vem aumentando a cada ano. Pois, o programa de erradicação com adoção de ?fumacês? em vários municípios, gerou em pouco tempo mosquitos resistentes aos inseticidas, tornando ineficácia o seu combate. Logo, a maior aposta é investir nas novas tecnologias, como os mosquitos Aedes aegypti transgênicos, que pode promover população de mosquitos estéreis, e assim não concluir sua reprodução, e inicialmente reduzir os vetores. Pesquisas que foram realizadas pela Sociedade Brasileira de Infectologia
Vale também ressaltar, que a sociedade precisa cumprir o seu papel, efetivamente auxiliando o poder público. Pois, basta andar pelas ruas e ver a quantidade de latinhas, garrafas pets, plásticos e pneus fora do lixo, principalmente nos terrenos abandonados. Além disso, igualmente, a limpeza dos espaços privados cabe a todo cidadão, sendo que a população deve facilitar o acesso aos colaborares e os funcionários públicos, que fazem a higienização e a imunização dos espaços comunitários.
Em suma, a fim de que esta caótica questão seja elucidada ou minimizada torna-se necessário que o governo aumente investimentos e diminua burocracia para os cientistas e pesquisadores brasileiros, incentivando a desenvolverem medicamentos e soluções eficazes para o combate. Além disso, é extremamente importante desenvolver campanhas mais individuais, recrutando voluntários das comunidades a fim de mobilizar toda população sobre os principais fatores que vem ocasionando o problema, como exemplo, coleta irregular de resíduos sólidos. Por fim, as escolas, por meio dos professores, podem promover palestras, mutirões nos municípios e até mesmo trazer o tema para sala de aula para debaterem. Segundo o filosofo alemão Immanuel Kant "O ser humano é aquilo que a educação faz dele"

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!