ENTRAR NA PLATAFORMA
Adolescentes e o vício em games

            O século XX trouxe inúmeros avanços tecnológicos que impactaram diretamente a sociedade brasileira. Diante disso, na contemporaneidade, a grande disseminação ocasionadas pelos jogos eletrônicos estão cada vez mais populares. Tal propagação acarretou na dependência em jogos por crianças e adolescentes. A falta de atenção em virtude das consequências dos efeitos dos videogames e o uso excessivo de jogos são uma problemática.


            Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o vício em games está vinculado à psicopatologia, além de ser considerado um comportamento desadaptativo, uma vez que, a obsessão em jogos está intrinsecamente ligado ao isolamento social. Além disso, países como a China e a Coreia do Sul, adotaram medidas de enfrentamento como a construção de clínicas direcionada aos viciados em games. Dessa forma, a falta de atenção, no Brasil, tanto da família quanto do Estado é um fator determinante que corrobora na omissão pela busca da elucidação de políticas públicas.


            Em segundo plano, salienta-se que, a promoção da dependência é silenciosa, adquirida gradualmente e a princípio imperceptível. Isso vai ao encontro com o pensamento do psicoterapeuta suíço, fundador da psicologia analítica, Carl Jung, no qual afirma que, toda foma de vício é ruim, não importa de que forma seja. Vale ressaltar que o vício, é resultado de uma construção orgânica, desencadeada pelo reforço de uma relação entre estímulo e prazer químico, ou ainda, é uma questão biológica comprovada, em detrimento das relações sociais como, por exemplo, danos mentais.


           Portanto, diante do exposto antes que os números de adolescentes viciados em jogos aumentem ainda mais, é preciso intervir. Logo, o poder Executivo mediante a esfera Legislativa, deve promover ações de conscientização, além da construção de clínicas e capacitação de profissionais da área da saúde. Espera-se que com essas medidas de políticas públicas, obtenha-se como resultado uma sociedade brasileira salutar.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde