ENTRAR NA PLATAFORMA
Ações para o uso racional de medicamentos

Na série "Pronto Socorro", baseada em fatos reais, em um dos episódios, uma mulher aparece com vários problemas na saúde apenas por ter se automedicado. Fora da ficção, o caso é mais frequente e o uso indevido de medicamentos acaba por fazer parte do dia a dia de toda população. Contudo, muitos ainda partem para o inconsequente por, muitas vezes, falta de atendimento médico ou por conselho do Dr. Google.


Por princípio, o ato de medicar-se sem corretas indicações é mais corriqueiro do que se imagina. Então, é normal que na casa de todos tenham as caixas de remédios para o caso de emergência ou apenas para diminuir a dor de cabeça. Fato é, que a dificuldade para conseguir uma consulta com o médico acaba por deixar a massa toda vulnerável para poder se remediar sem pensar nas consequências. Segundo a pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa Hibou, apenas 8% dos entrevistados não cederam à tentação de se automedicar.


De outra forma, o uso das pesquisas na internet para que possam saber qual o medicamento correto para os sintomas apresentados  está ainda mais abusivo. Assim, fica ainda mais fácil de se agravar o problema sem que ao menos saiba de fato qual é. De acordo com a revista Encontro, 35% dos menores de 5 anos já tiveram intoxicação por remédios e, desse modo, mostra os riscos desse ato.


Sendo assim, diante do exposto de que a falta de médicos e o uso indevido de remédios por causa da internet é comum, o quadro precisa mudar. Logo, o Ministério da Saúde, por meio de campanhas e projetos, precisa conscientizar a população dos perigos que os remédios causam. Assim sendo, essa conscientização da massa deve expor todas as consequências e mostrar que outros problemas poderão ser agravados. Ademais, o Governo precisa intervir na internet para que se evite as consultas em páginas online e não haja mais problemas sérios como o da mulher da série Pronto Socorro. 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde